10/3/2010 – Lula nega déficit na Previdência

Lula nega déficit na Previdência e acena com aumento para aposentados

Em visita ao Rio de Janeiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o crescimento da economia brasileira tende a aumentar o número de empregos e, consequentemente, a arrecadação da Previdência Social. A projeção do presidente é que, desta forma, é possível haver um aumento no valor das aposentadorias. Em entrevista a uma rádio carioca, porém, Lula negou a existência um déficit previdenciário, apesar dos efeitos da crise econômica mundial.

– Você pode melhorar a vida dos aposentados na medida em que você vai melhorando a receita da Previdência Social. Na medida em que a receita tiver crescendo acima daquilo que é a capacidade de gasto que ela tem hoje, uma parte disso você pode dar para um aumento aos aposentados, até para que eles participem do crescimento do Produto Interno Bruto brasileiro. Nós fizemos uma opção primeiro: recuperar o salário mínimo, que estava muito deteriorado – afirmou.

O presidente aproveitou para explicar que o déficit da Previdência era causado por uma série de contas baseadas na Constituição de 1988, as quais produziam um desequilíbrio a partir do momento em que criava classes de trabalhadores sem que houvesse um fundo específico para a cobertura dos efeitos legais.

– Isso é contabilizado como déficit, mas nós mudamos (a forma de cálculo). Se pegarmos o que pagam os trabalhadores e o que eles recebem, empata tudo. Não há déficit, Se você analisa tudo o que colocamos na Constituição, aí aparece um déficit de R$ 45 bilhões, que não é déficit. Foi uma decisão do Estado de fazer uma política de seguridade social para o povo mais pobre – afirmou.

Lula também usou uma comparação para explicar o motivo pelo qual não pode conceder o aumento aos aposentados:

– Quando você vira presidente da República é mais ou menos como cuidar da família. Só pode dar para o filho aquilo que a gente poder dar. Eu não prometo aquilo que não posso fazer – declarou.

Quanto aos benefícios possíveis, no futuro, para os aposentados, Lula foi positivo:

– Eu acho que sempre dá para fazer mais. O que é importante a gente lembrar é que o aposentado, durante muito tempo, não recebia aquilo sequer que era a deterioração do seu trabalho por causa do crescimento da inflação. Na medida em que garantimos aos aposentados que não haverá nenhum prejuízo, ou seja, que ele receberá aquilo que a inflação comeu, ele terá como reposição no seu salário.

Portal Brasil

Ainda pelo rádio, em seu programa semanal Café com o presidente, Lula comentou o lançamento do Portal Brasil – que reúne serviços e informações sobre ações e programas federais. Segundo o presidente, apenas 30% de conteúdo está disponível no site, mas que o objetivo é chegar a 100%.

– É o começo de uma nova era na área de comunicação entre o Estado brasileiro e a sociedade brasileira. É uma coisa extraordinária porque a gente demonstra transparência total, ou seja, é governar sem medo de que as pessoas saibam o que estamos fazendo, para que as pessoas tenham acesso diretamente às informações – até para saber se as versões que estão sendo contadas são verdadeiras ou não – disse.

Lula comentou ainda a entrega da primeira etapa do Projeto Salitre – que prevê a irrigação de terras para a produção agrícola – em Juazeiro, na Bahia. Segundo ele, ainda há 750 mil hectares de terras prontas para irrigação apenas no Nordeste.

– Temos uma quantidade enorme de terra para ser irrigada e isso requer investimento, uma participação mais efetiva entre os Poderes Públicos, entes federados, governo do Estado, governo federal e municipal, e empresa privada – concluiu.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *