27/5/2010 – Lula ironiza atuação do MP e de CPIs

Presidente ganhou luneta de presente em evento sobre ciência.
‘Daqui a pouco vem o Ministério Público atrás da minha luneta’, disse.

Nathalia Passarinho
Do G1, em Brasília

imprimir O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ironizou nesta quarta-feira (26) a atuação do Ministério Público e das Comissões Parlamentares de Inquérito durante a discurso na 4ª Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia, em Brasília. Ao receber uma luneta do ministro de Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, Lula disse que o presente deve estar “com defeito” porque, se não estiver, o MP e a oposição vão apontar supostas irregularidades.

“Eu estava pensando quando recebi a luneta. Hoje é dia de lua cheia. Vou chegar em casa, vou convidar dona Marisa para andar e emprestar a luneta. No fundo ele [Sérgio Resende] deve ter pego uma [luneta] que não funcionou. É um ato simbólico, porque senão vão alguém vai dizer: ‘ O ministro deu uma luneta para o Lula. Luneta que foi comprada para dar para as crianças e deram para o presidente’”, disse. “Pronto, já está o Lula processado. Já está o Ministério Público atrás da minha luneta. Já está oposição querendo a CPI da luneta. E aí tudo fica paralisado neste país”, ironizou.

Durante o discurso, o presidente defendeu investimentos em pesquisas científicas e prometeu mais recursos para o Ministério de Ciência e Tecnologia no Orçamento de 2011. Lula conclamou ainda os cientistas a criarem mecanismos para controlar os recursos oferecidos.

“Vocês têm que criar um mecanismo de os cientistas controlarem o dinheiro que está sendo disponibilizado. A política pode ser perene. Mas tem que ter quem toma conta, as instituições, os cientistas”, disse.

O presidente afirmou ainda que o Brasil mudou a visão sobre a necessidade de se investir em tecnologia. “A gente conseguiu mudar um pouco a história sendo teimoso. Antes fazer ciência era arte de ser teimoso. Hoje é a arte de fazer ciência num país que tem política de ciência. A prioridade é investimento em educação, ciência e tecnologia. Temos que exportar inteligência, conhecimento”, defendeu.

Greves
O presidente também criticou as atuais greves de funcionários públicos, alguns paralisados há mais de três meses. Segundo Lula, grevista que continua recebendo salário não está fazendo greve, “está de férias”. Ele lembrou que na época que era operário fazia greve, mas deixava de receber salário durante as paralisações.

“Fizemos greve, nos bateram e fizemos outra, nos prenderam e fizemos outra, até que as pessoas entenderam que era democrático fazer greve. Era uma greve diferente das que acontecem aqui em Brasília por que a gente não ganhava o dia, perdia o dia. Tem greve que o cara fica três meses e recebe salário. Isso não é greve, é férias”, disse.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *