Sobre os males da saúde pública

A saúde pública é horrível, a privada é um pouco menos pior. Ambas estão longe do mínimo ideal. Quem deve gerir a saúde pública é o poder público, não a iniciativa privada, a qual já deu e dá mostras de que a grana do SUS é bem vinda e necessária apenas para manter as entidades, sem que seja necessário prestar serviços de, pelo menos, qualidade regular.

A ingerência política e a corrupção são os maiores males da saúde pública, e combatê-las é tarefa quase impossível, pois quem deveria efetuar a vigilância é o mesmo que permite as falcatruas. E de nada adianta aprovarem leis, decretos e MPs se não houver uma mudança geral no trato da coisa pública, a qual mal administrada acaba indo para a privada.

*Fonte: INFO DF

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *