Arquivo do Autor: Antonio Pereira

SINDPREV-AL presente na Marcha Nacional #ocupabrasilia contra as reformas e por Diretas Já!

alvaro8

Diretores do SINDPREV-AL estão em Brasília para participarem da Marcha Nacional #ocupabrasilia contra as reformas Trabalhista e da Previdência e também por eleições diretas. O diretor Alvaro Mazoni Braxynski e o assessor político do Sindicato, Alessandro Morais já estão na concentração ao lado do estádio Mané Garrincha. Outros diretores representando os trabalhadores do INSS, Ministério da Saúde, Saúde Estadual e Seguridade Social Municipal (Saúde e Assistência Social) também devem se juntar a Marcha, que pretende reunir mais de 100 mil pessoas em Brasília.

Os trabalhadores querem a retirada imediata das propostas de Reforma Trabalhista e Reforma da Previdência em tramitação no no Senado e na Câmara dos Deputados, respectivamente.

Participaram da reunião, além da CUT, a CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), UGT (União Geral de Trabalhadores), Força Sindical, NCST (Nova Central Sindical dos Trabalhadores), CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil), Intersindical, CSP-Conlutas e CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros).

alvaro alvaro2 alvaro3 alvaro4 alvaro5 alvaro6 alvaro7 alvaro8 alvaro9 alvaro10 alvaro11

Em Plenária, trabalhadores elegem nova diretoria da Regional Palmeira dos Índios

palmeira3

Trabalhadores da Seguridade Social realizaram uma importante Plenária para discutir os rumos da categoria e eleger a nova Diretoria da Regional de Palmeira dos Índios. A Plenária foi realizada no dia 18 de maio e contou com expressiva participação de delegados (as) eleitos (as) nos Núcleos Municipais.

A nova direção da Regional foi eleita, tendo a companheira Reliete Ramos Araújo como presidente.

Veja a seguir a diretoria completa:

Presidente – Reliete Ramos Araújo

Vice-presidente – Leonardo da Graça

Tesoureiro – José Eleutério da Silva

Vice-tesoureiro – Fenando Pinto da Silva

Secretária – Valdenice Nunes de Souza

Segunda secretária – Maria Cícera Oliveira da Silva

Secretário de Esporte e Lazer – Carlos Jorge G. da Silva

Secretária da Mulher – Josenilda Leobino Dantas

Secretário de Comunicação – Ivanildo Dantas da Silva

Segunda Secretária de Comunicação – Maria Aparecida Dias da Silva

Primeira Suplente da diretoria – Dislane Correia de Albuquerque

palmeira palmeira2 palmeira3 palmeira4 palmeira5

SINDPREV-AL alerta trabalhadores da APS/INSS Ary Pitombo sobre prejuízos das reformas de Temer

aps7

Dando continuidade ao trabalho de conscientização e mobilização permanentes na base da categoria, diretores do SINDPREV-AL estiveram nesta terça-feira (23) na Agência da Previdência Social Ary Pitombo realizando uma reunião de esclarecimentos e alertas sobre os perigos embutidos nas reformas da Previdência Social e Trabalhista, que estão em tramitação no Congresso Nacional a mando do Sr. Michel Temer (PMDB).

Nos discursos, diretores do Sindicato fizeram uma breve análise da crise atual, inclusive com as recentes denúncias de corrupção contra o presidente ilegítimo e seus auxiliares mais próximos. Foi dito também que nesta quarta-feira (24) milhares de trabalhadores de todo o país estarão em Brasília, numa demonstração de força da classe trabalhadora, na luta para barrar as tais reformas destruidoras das conquistas históricas dos brasileiros.

Participaram da atividade na APS Ary Pitombo os diretores: Célio dos Santos, Ronaldo Alcântara e Andreia Malta.

aps aps2 aps3 aps4 aps5 aps6 aps7

Servidores do Seguro e da Seguridade Social denunciam ‘desmonte progressivo’ do INSS

Fonte: Fenasps

Trabalhadores do Seguro e da Seguridade Social participaram nesta-segunda-feira (22) de audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado denunciaram a farsa do déficit público e os ataques do governo golpista contra a Previdência Pública. Enquanto o governo grita aos quatros cantos que economizou R$ 1,8 bilhão cortando benefícios previdenciários como auxílio-doença, por exemplo, em apenas dois acordos Temer desfalcou a Previdência em R$ 100 bilhões, para beneficiar os sonegadores dos Estados, Municípios e os latifundiários.

Os representantes dos trabalhadores também denunciaram o desmonte progressivo dos serviços previdenciários de Reabilitação Profissional e do Serviço Social no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Eles criticaram a intervenção da Associação Nacional de Médicos Peritos (ANMP) no desenvolvimento das ações do órgão.

Compuseram as mesas da audiência pública as representantes da direção da Fenasps, Lídia de Jesus e Ana Lago; os membros da Comissão Nacional dos Assistentes Sociais no INSS da FENASPS, Júlio César Lopes, Jorge Og e Edivane de Jesus; a representante da Comissão Nacional de servidores da Reabilitação Profissional no INSS, Patrícia Rodrigues; a diretora do Sinsprev/SP, Thaize Antunes; a conselheira do CFESS, Josiane Soares dos Santos; a representante da Frente de Luta dos Assistentes Sociais Excedentes (FLASE), Flávia Rebecca Fernandes Rocha; o representante da Comissão de Aprovados no Concurso do INSS, Bruno Rodrigo Mosmann; a assistente social do INSS Marinete Cordeiro Moreira; a professora do Departamento de Serviço Social da Universidade de Brasília (UnB), Lúcia Lopes; e a procuradora regional dos Direitos do Cidadão da Procuradoria da República no Distrito Federal, Eliana Pires Rocha, além do senador Paulo Paim, vice-presidente da CDH, que coordenou as mesas.

Segundo os assistentes sociais presente na audiência, essa ingerência tem prejudicado o funcionamento da própria instituição e afetado o conjunto dos trabalhadores do INSS, em especial os que atuam na área de Saúde do Trabalhador. Edivane de Jesus, representante da Comissão Nacional dos Assistentes Sociais do INSS/FENASPS, afirmou que se discute a substituição de servidores por terceirizados e até estagiários.

Os trabalhadores terão ainda mais percalços para acessar o benefício. Não interessa à gestão que exista um serviço como a assistência social. Não se trata de corporativismo, mas de garantir um serviço que é direito do trabalhador — disse.

Os assistentes sociais do INSS afirmaram que o governo, por meio de portarias, tem retirado direitos dos trabalhadores. Eles também criticaram a Medida Provisória (MP) 767/17 (substituta da MP 739/16, que perdeu vigência em novembro do ano passado) que criou uma força-tarefa para rever benefícios previdenciários. Os médicos recebem R$ 60 por perícia realizada dentro do chamado “pente-fino”. Conforme denunciaram nesta segunda-feira, em muitos casos tem se dado prioridade ao atendimento das revisões em vez da fila normal de perícias.

Segundo Thaize Antunes, diretora do Sindicato dos Servidores e Trabalhadores Públicos em Saúde, o presidente da ANMP, Francisco Cardoso, negociou com o governo a implementação da medida.

Pente fino é utilizado para retirar piolho, um parasita. Não achamos que trabalhadores são parasitas. Parasitas são aqueles que se colocam do lado da elite por míseros 60 reais, cortando direitos dos trabalhadores— disse Thaize Antunes, diretora do Sindicato dos Servidores e Trabalhadores Públicos em Saúde, Previdência e Assistência Social do Estado de São Paulo.

audiencia audiencia2

Alagoas está representada pelo diretor do SINDPREV-AL, George Rolim e a Assistente Social Cristina Dias.

Alagoas foi representada pelo diretor do SINDPREV-AL, George Rolim e a Assistente Social Cristina Dias.

Deputado se compromete em intermediar negociação com o governo do Estado para pagamento da Insalubridade/periculosidade nas férias e em licença

estado (2)

O deputado estadual Ronaldo Medeiros (PMDB) – líder do governo – recebeu nesta segunda-feira (22) com a direção do SINDPREV-AL, onde se comprometeu em intermediar uma negociação com a Procuradoria Geral do Estado (PGE), Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (SEPLAG) e com o próprio governador Renan Filho (PMDB), no sentido de encontrar uma solução para que os servidores recebam o adicional de Insalubridade/periculosidade durante o período de férias e em licença médica para todos os servidores da Saúde estadual. A medida deve beneficiar trabalhadores lotados em todos os órgãos da Saúde do Estado.

Estiveram na reunião os diretores do SINDPREV-AL: Celio dos Santos, Ivanildo Marques, Lourivalda Lima e Olga Chagas. Participaram ainda Isangela e Mayara, representando os servidores da Uncisal. A reunião teve também a presença da advogada Maria Betânia Nunes, Assessora Jurídica do SINDPREV-AL.

Negociar é preciso

O SINDPREV entende que o momento exige uma constante e precisa negociação, buscando garantir o direito legítimo dos trabalhadores em receber o Adicional de Insalubridade, mesmo durante as férias e em licença médica.

Nosso sindicato vem procurando todos os meios possíveis para abrir um canal de negociação no sentido de equacionar estes impasses, pois entende que férias e licença médica são efetivos exercícios, conforme prevê a Lei do Adicional de Insalubridade. Nesse sentido, o SINDPREV tem encaminhado aos órgãos estaduais competentes argumentações favoráveis aos trabalhadores da Saúde. Sabemos que a luta ainda está no começo, mas temos certeza da vitória.

estado estado2 estado3 estado4 estado5 estado6estado

Página 1 de 28812345...102030...Última »