Arquivo do Autor: Antonio Pereira

Diretor do SINDPREV eleito delegado à Conferência Nacional de Vigilância em Saúde

chico3

O diretor do SINDPREV-AL, Francisco Mata foi eleito delegado na etapa estadual da Conferência de Vigilância em Saúde, realizada nos dias 11 e 12 de setembro, no Centro de Convenções, em Maceió. Francisco Mata participará da etapa nacional da Conferência como representante da CUT-AL. Participaram da etapa estadual os seguintes representantes municipais da base do SINDPREV-AL: Arlene, Guirene e Cida (Palmeira), além de Edmilson( Matriz).

chico chico2 chico3 chico4

Campanha para anular a Reforma Trabalhista já está nas ruas

cut
Lançada em todo país, durante as manifestações do Grito dos Excluídos, campanha vai colher 1,3 milhão de assinaturas para revogar golpe contra CLT
Escrito por: CUT Brasil, com CUTs dos estados

As manifestações do Grito dos Excluídos, nesta quinta-feira (7) em todo o país, foram o espaço de lançamento nacional da Campanha Pela Anulação da Reforma Trabalhista, que vai coletar 1,3 milhão de assinaturas para um Projeto de Lei de Iniciativa Popular que propõe a revogação da Reforma Trabalhista de Temer, prevista para entrar em vigor no próximo dia 11 de novembro.

Após o recolhimento das assinaturas, o projeto será entregue à Câmara dos Deputados, com o lançamento de uma nova etapa da campanha, para exigir a votação da proposta. O objetivo do Projeto de Lei de Iniciativa Popular é fazer com que essa medida se some a outras 11 leis revogadas por meio desse instrumento.

A campanha pela anulação da Reforma Trabalhista foi aprovada pelas confederações, federações e sindicatos da CUT, durante o recente Congresso Extraordinário e prevê também a criação de comitês por essas entidades, para coleta de assinatura.

Acesse os materiais da campanha

Clique aqui para acessar os primeiros materiais da campanha, que incluem:

– cartilha com orientações sobre a campanha;

– formulário para coleta de assinaturas;

– banner;

– cartaz.

Os materiais também estão disponíveis no site da CUT e no site da campanha, onde também é possível obter mais informações:

www.cut.org.br

anulareforma.cut.org.br

Próximos passos

Após o Grito dos Excluídos, a CUT promoverá mais uma série de manifestações para divulgar a campanha. No dia de 14 de setembro, a Central ajuda a organizar um dia nacional de lutas ao lado do movimento Brasil Metalúrgico em defesa dos empregos na indústria e das estatais.

No dia 3 de outubro, aniversário da Petrobrás, será a vez de o Rio de Janeiro e das principais capitais do país promoverem manifestações contra a entrega da empresa e de outros patrimônios públicos.

Para a semana de 11 de novembro, dia em que entra em vigor a Reforma Trabalhista, os movimentos sindical e sociais preparam uma manifestação em Brasília. Na ocasião, a Central pretende já ter número suficiente de assinaturas para apresentar o projeto pela revogação do ataque aos direitos da classe trabalhadora.

Além desses pontos, a CUT também estará na campanha em defesa de democracia e do direito de Lula disputar as eleições e apoiará as mobilizações no dia 13 de setembro em Curitiba, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva irá depor ao juiz federal Sérgio Moro.
Confira imagens do Grito dos Excluídos


Em Belém (PA), após ato ecumênico, manifestação caminha em direção a praça da República. (Foto: CUT-PA)


Em Fortaleza, milhares de pessoas na caminhada que envolve os bairros Colônia e Barra do Ceará. Fotos: Letícia Alves/CUT-CE.


Em Teresina (PI), grande caminhada pelas ruas do centro da capital. (Foto: Socorro Silva / CUT-PI)


Em São Paulo, movimentos de moradia e pastorais engrossaram a manifestação. (Foto: Roberto Parizotti / CUT Brasil)


No Rio de Janeiro, a luta contra a privatização das estatais também entrou na pauta do Grito. (Foto: Duda Quiroga Fernandes / CUT-Rio)


Em João Pessoa (PB), o Grito dos Excluídos reuniu centenas de pessoas. (Foto: CUT-PB)


Em Porto Alegre (RS), o governo Sartori proíbiu a caminhada do Grito dos Excluídos, Ato ficou concentrado na Rótula das Cuias. CUT lançou campanha de coleta de assinaturas pela anulação da reforma trabalhista. (Foto: Ademir José Wiederkehr /CUT-RS)

Ministério do Planejamento formaliza ataques a servidores em reunião para informar pacote de medidas contra categoria

servidor2

O Ministério do Planejamento convocou entidades representativas de servidores que haviam firmado acordos com percentuais escalonados em até quatro anos para algumas categorias. A intenção foi a de comunicar o adiamento das reposições dos próximos anos e anunciar um pacote de medidas que ataca o conjunto dos federais. A Condsef/Fenadsef, presente à reunião, somou forças com diversas entidades que frente às declarações do Planejamento consideraram a postura do governo uma declaração de guerra a servidores e serviços públicos. De acordo com o Planejamento, o pacote de medidas que ataca o conjunto dos federais pode ser enviado por medida provisória ou projeto de lei.

O escalonamento de auxílio moradia e o aumento da contribuição para o regime próprio dos servidores de 11 para 14% estariam nesse pacote. O Planejamento informou ainda que finaliza estudos para definir aumento para 30 no número de padrões de algumas carreiras. Além disso, há a intenção de reduzir os salários iniciais o que ainda não se sabe como se dará. Todas as entidades presentes protestaram e informaram que vão usar de todos os recursos para garantir o cumprimento de acordos firmados que já viraram lei e seguir na defesa da valorização de servidores e dos serviços públicos brasileiros.

As entidades ainda declararam que não vão aceitar a retirada de direitos embutidas em projetos como os das reformas Trabalhista, da Previdência, Lei da Terceirização, além da Emenda Constitucional (EC) 95/16 que barra investimentos públicos por pelos menos 20 anos. Uma das ações encampadas pelo conjunto de entidades representativas do serviço público em conjunto com centrais como a CUT é uma grande campanha pela revogação da EC 95/16. Um governo ilegítimo que tenta colocar servidores como responsáveis pela crise que atravessa o país, além de provocar um desmonte no setor público, está levando o Brasil a um caos completo.

Fonte Imagem/Sintrafesc

CNTSS/CUT discute gratificação de desempenho em grupo de trabalho do INSS

inss
Confederação reafirmou sua posição de defender os trabalhadores para que não sejam punidos em decorrência de falhas estruturais e de condições impróprias de trabalho

Escrito por: Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

A CNTSS/CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social participou de reuniões do Grupo de Trabalho sobre GDASS – Gratificação de Desempenho de Atividades do Seguro Social, formado por representantes dos servidores públicos federais e do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social. Os encontros, que aconteceram nos dias 31 de agosto e 01 de setembro na sede do Instituto, em Brasília, foram presididos pela responsável da CGPGE – Coordenação-Geral de Planejamento e Gestão Estratégica e contou com a participação de representantes da DIRAT, DIRBEN e da DGP.

Na ocasião, foi cobrada pelo Instituto a apresentação de um indicador por parte dos representantes dos trabalhadores. Uma situação que foi fortemente questionada pela CNTSS/CUT por considerar que o prazo estabelecido neste sentido é insuficiente para dialogar com o conjunto dos trabalhadores e que o fórum adequado para tanto seria o CGNAD. A Confederação reiterou que as indicações anteriormente encaminhadas sobre as formas que os servidores poderiam ser avaliados foram descartadas pelo Instituto (veja abaixo a íntegra do relatório em anexo).

A CNTSS/CUT reafirmou nestes encontros a sua posição de defender os trabalhadores para que não sejam punidos em decorrência de falhas estruturais e de condições impróprias de trabalho. A própria indicação de metas inadequadas por parte do INSS sem o dimensionamento real da força de trabalho coloca em dúvida o resultado que pode ser obtido. Foi observado, ainda, que mesmo com a constituição do GT para a definição deste indicador a decisão final ainda poderia caber ao ministro da pasta.

A Confederação aproveitou a oportunidade para solicitar cópia do relatório 201700836, da CGU, para conhecimento dos apontamentos efetuados pelo órgão de controle. Pedido que foi negado pelo Instituto alegando que alguns dados são sigilosos. Os trabalhadores apresentaram algumas simulações do indicador da DGP e para o IMAGDASS.

De imediato, ficou a impressão de que a opinião do Instituto é a indicação de uma meta que induza a produção ampliada sem a real avaliação das condições para a realização do trabalho e até mesmo, como já dissemos, da capacidade atual da força de trabalho. A Confederação é totalmente contrária à sobrecarga de trabalho para os servidores e a utilização da GDASS como um instrumento de punição, inclusive sugeriu que sejam feitas alterações na metodologia de aplicação de efeitos punitivos.

O indicador deve servir como ferramenta para alertar a administração sobre situações que merecem maior atenção, motivando a mobilização de seus esforços para, primeiro, diagnosticar as causas do não cumprimento da meta. O indicador anterior apresentado pela DIRAT foi descartado pelo próprio Instituto.

Ao final dos dois encontros, foram agendadas duas novas reuniões para o GT, a serem realizadas nos dias 11/09/2017 e 13/09/2017, às 10:00h, no edifício-sede.

Clique aqui e acesse a íntegra do relatório

 

José Carlos Araújo

Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

SINDPREV-AL cobra tratamento isonômico para servidores do Hospital IB Gatto – Rio Largo

Na reunião com a chefe de gabinete da SEPLAG, Emanuelle Trindade, o SINDPREV-AL apresentou uma denúncia de que servidores do Hospital Ib Gatto Falcão (Rio Largo) estão recebendo valor menor do que outros servidores com a mesma jornada de trabalho, o que fere a Lei 7.817/16. O Sindicato entregou uma lista com os servidores que estão recebendo a menos e exigiu tratamento isonômico e que seja corrigido o erro. Emanuelle Trindade se comprometeu em analisar a situação para resolver o problema o mais rápido possível.

seplag2seplag3

Página 20 de 336« Primeira...10...1819202122...304050...Última »