Arquivo da categoria: Notícias

No terceiro dia de GREVE, trabalhadores municipais de Maceió realizam ato em frente a SEMGE

Como forma de mobilização e pressão, centenas de trabalhadores municipais de Maceió estão desde as primeiras horas desta sexta-feira em frente ao prédio da Secretaria de Gestão (SEMGE) – Centro de Maceió – como forma de pressão junto aos gestores no sentido de retomar as negociações e encaminhar uma proposta de reajuste digno para o funcionalismo.

Os profissionais buscam um reajuste de 15,41% de reposição inflacionária. Porém, o Município sinalizou com apenas 3%, sem retroatividade.

Com o protesto, os servidores bloquearam parcialmente a entrada da Secretaria.

Antes do Ato de protesto foi servido um café da manhã para os manifestantes e também para o público em geral.

 

Concursados da Reserva Técnica da Uncisal exigem contratação imediata

Dezenas de trabalhadores concursados da chamada Reserva Técnica da Uncisal realizaram um ato público de protesto pela contratação imediata. O ato aconteceu em frente ao Hospital de Doenças Tropicais (HDT) nesta quarta-feira (11) tendo total apoio do SINDPREV-AL. Eles cobram a nomeação dos candidatos aprovados no concurso público de 2014, com validade até 2019.

A principal vitória nesta manifestação foi o fato do reitor da Uncisal, Henrique de Oliveira Costa ter feito uma reunião com os integrantes da Reserva Técnica e se comprometido em encaminhar para a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (SENGE) o estudo sobre o redimensionamento das vagas existentes na Uncisal. Com este estudo será possível estabelecer as necessidades com a contratação dos concursados. O reitor fez questão de dizer na reunião que o ato de nomeação é de responsabilidade do Governo do Estado e que a Uncisal não tem autonomia para as contratações. A pró-reitora de Gestão de Pessoas da Uncisal, Margareth Tavares também esteve presente à reunião com os concursados.

Vale registrar que no ato estavam profissionais não só da Saúde, mas de várias outras profissões, cujos profissionais foram aprovados no concurso.

Pelo SINDPREV-AL participaram do ato e da reunião com o reitor os diretores: Célio dos Santos, Olga Chagas, Valda Lima e Chico Mata (também representante do Conselho Estadual de Saúde).

Organizações Sociais gerenciando órgãos públicos

Durante o ato os trabalhadores denunciaram a entrega de órgãos públicos por parte do Governo do Estado as Organizações Sociais (OSs), que nada mais são do que a privatização do serviço público, principalmente na área de saúde. O Governo de Alagoas publicou decreto direcionando uma OS para gerenciar o Hospital da Mulher. Há informações ainda extra-oficiais de que a intenção do governador é entregar outros órgãos da Saúde para gerenciamento através das Organizações Sociais, como: Hospital de Rio Largo e até o novo hospital Metropolitano.

Os trabalhadores e usuários do serviço de saúde não podem deixar que a saúde seja tratada como mercadoria, o que ocorre inevitavelmente com o controle da iniciativa privada sobre o setor. Não se pode permitir que a classe trabalhadora sofra tamanho ataque de seus direitos, desde os usuários dos serviços que passarão a ser atendidos a partir de metas e não de suas necessidades, e até os trabalhadores do setor saúde que perdem sua autonomia no trabalho, têm seus direitos flexibilizados e não possuem mais estabilidade no emprego.

Dessa forma, é preciso lutar contra a privatização e mercantilização da saúde; contra as OSs, OSCIPs e Fundações Estatais de Direito Privado; contra a extinção dos servidores públicos da saúde, flexibilização dos direitos dos trabalhadores da saúde e contratação por regime CLT; contra a lógica empresarial na saúde; e contra as metas.

Delegação do SINDPREV-AL participa de Plenária Interestadual Nordeste da CUT, em Recife

Sindicalistas de seis estados nordestinos organizarão agenda de lutas da CUT e dos movimentos sociais em defesa dos direitos e de Lula.

Vários diretores do SINDPREV-AL estão em Recife (PE) participando da Plenária Nordeste da CUT com o objetivo de mobilizar as bases CUTistas em defesa da democracia e por direitos, dar continuidade à ação Lula Livre nas regiões e nos estados, apresentar a Plataforma da Classe Trabalhadora para as eleições de 2018 e mobilizar a sociedade, em conjunto com os movimentos sociais, para o Dia Nacional do Basta, que ocorrerá em 10 de agosto.

Esta é a segunda grande plenária que a Central organiza. A CUT, os movimentos sindical e populares vão apresentar suas propostas para o período eleitoral e, na construção desse processo, está previsto uma grande mobilização no dia 10, que será um dia histórico.

Plenária da CUT Nordeste 2

O Nordeste, maior região brasileira, foi dividido em duas etapas e a edição ‘Nordeste 2’ terá a participação de seis estados. Além de Pernambuco, os estados de Alagoas, Sergipe, Bahia, Paraíba e Rio Grande do Norte estarão presentes. Os outros três estados, Ceará, Maranhão e Piauí, fazem parte da etapa “Nordeste 1”, ainda sem data marcada para a atividade.

  • Com informações da CUT-PE

 

Diretora do SINDPREV-AL participa em SP de seminários organizados pela Internacional de Serviços Públicos

Alessandra Rocha (de óculos) participou ativamente dos seminários

A diretora do SINDPREV-AL, Alessandra Rocha, representando a CNTSS, participou nos dias 3, 4 e 5 de julho, em São Paulo, dos seminários sobre Livre Comércio, Evasão Fiscal Corporativa e Respostas Sindicais. O evento é uma promoção da Internacional de Serviços Públicos (ISP) e da FES.

Pela CNTSS/CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social também participaram o presidente, Sandro Alex de Oliveira Cezar; a Tesoureira, Célia Regina da Costa; a secretária de Saúde do Trabalhador e secretária Geral Adjunta da CUT – Central Única dos Trabalhadores, Maria Aparecida Faria; e a secretária das Mulheres e secretária adjunta de Saúde do Trabalhador da CUT, Maria de Fátima Veloso.

No dia 03/07 aconteceu a discussão sobre Livre Comércio. A programação teve ainda a apresentação sobre conjuntura política internacional, pontos principais do TISA – Acordo sobre o Comércio de Serviços e a atualização das negociações dos tratados de livre comércio que envolvem a Região. Este momento teve a contribuição de Jocélio Drummond, secretário regional ISP Interaméricas. Antônio Lisboa, secretário de Relações Internacionais da CUT; e Adhemar Mineiro, assessor DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos e da REBRIP – Rede Brasileira Pela Integração dos Povos, falarão sobre “O TLC União Europeia – Mercosul e uma análise dos pontos centrais e implicações para o mundo do trabalho”.

 

Também no dia 3, no período da tarde, foi destinado à discussão sobre “Novas perspectivas sobre o debate de TLC’s: o comércio sob uma ótica de gênero”, com a participação de Graciela Rodriguez, especialista em gênero e comércio do Instituto Équit/REBRIP. Na sequência, foi debatida “A digitalização da economia: dados pessoais, TLCs – Tratados de Livre Comércio e o futuro do trabalho”, por Lucas Tasquetto, professor da UFABC – Universidade Federal do ABC; e Maria Silvia Portela, consultora em assuntos internacionais e relações do trabalho. Finalizados todas os debates do dia, será deixado um espaço na programação para que os participantes apresentem um Plano de Ação.

 

Os outros dois dias de trabalho, 04 e 05 de julho, foram destinados para o Seminário sobre Evasão Fiscal Corporativa e Respostas Sindicais. O painel inicial debateu “O aumento do poder corporativo na era da globalização: captura da democracia e riscos para os trabalhadores” e teve as colaborações de Claudia Detsch, coordenadora do Projeto Transnacionais – FES/Nova Sociedade (por vídeo conferencia); e Ladislau Dowbor, professor-doutor da PUC-SP. O período da manhã terminada com as discussões sobre “Debate tributário em âmbito global e propostas de Reforma Fiscal Corporativa Internacional: projeto BEPS e ICRICT”, tema ministrado por Gabriel Casnati, coordenador projeto regional Trade/Tax; e Rita Berlofa, presidenta UNI.

 

Os participantes discutiram também “O papel da mídia na cobertura da corrupção clássica e da evasão fiscal: análise e a visão da impressa progressista”. Tomás Lukin, do Página 12 Argentina, jornal de Buenos Aires; e Carlos Eduardo Huertas, diretor da CONNECTAS Colômbia, plataforma de jornais para as Américas, farão esta exposição. A programação deste dia será finalizada com a apresentação do documentário “O preço que pagamos”, de 2014.

 

A quinta-feira, 05/07, teve como primeiro ponto a apresentação do estudo “ISP-Latindadd: Compreendendo a Fraude Fiscal Corporativa na América Latina (Brasil, Colômbia, Costa Rica y Honduras)”, por Jornge Coronado, pesquisador da Latindadd – Rede latino-americana sobre Dívida, Desenvolvimento e Direitos. Logo em seguida Eulália Alvarenga, economista e ex-auditora fiscal, e Rodolfo Bejarano, Latindadd, falaram sobre “A dívida pública, um debate necessário: o cenário latino americano e propostas de mudança”.

 

Os trabalhos da tarde começaram com o debate sobre “Eixos centrais para Reformas Tributárias Progressistas em diferentes realidades latinas”. Este tema teve as participações de Clair Hickmann, auditora Fiscal aposentada, integrante do IJF e consultora em administração tributária do FMI; Francelino Valença, diretor de relações internacionais da FENAFISCO –  Federação Nacional do Fisco; Rafael Georges, especialista em tributação na Oxfam Brasil; e Corina Rodriguez, pesquisadora e economista CIEPP – Caisse Inter-Entreprises Provision of Occupational Provision, uma fundação sem fins lucrativos. Os trabalhos se encerraram com a definição de encaminhamentos.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da CNTSS

José Carlos Araújo

Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

« Entradas mais antigos