ALE autoriza governo a remanejar empréstimo

Estado vai poder pagar dívidas com recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social

 

Por: DAVI SOARES – REPÓRTER

12/06/2013

 

Sob protestos de oposicionistas e a conivência da maioria governista, o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) conseguiu  que a Assembleia Legislativa do Estado (ALE) iniciasse ontem a aprovação, em primeira discussão, da alteração na lei que autorizou o empréstimo de R$ 612 milhões junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A mudança permitirá que os recursos obtidos pelo governo com o propósito de “investir nas áreas econômica e social de Alagoas”, sejam utilizados para quitar “outras dívidas do Estado”, ainda não especificadas pelo governo tucano.

A mudança na lei estadual nº 7.423/2012 foi aprovada contra os votos dos deputados petistas Ronaldo Medeiros, Judson Cabral e Marquinhos Madeira, e de Olavo Calheiros e Flávia Cavalcante, do PMDB. Mas apesar de a matéria tramitar em regime de urgência, o líder governista Edval Gaia Filho (PSDB) não conseguiu acordo com as lideranças partidárias para a sua votação definitiva, em segunda discussão, na sessão extraordinária que o tucano pediu abertura.

Em meio à discussão da matéria, o deputado Judson Cabral foi à tribuna cobrar explicações do governo sobre quais vantagens teria o Estado com a reversão destes recursos para investimento – obtidos no âmbito do programa Proinveste, do BNDES – para serem utilizados na quitação de outros empréstimos.

 

Matéria retirada do Jornal Gazeta de Alagoas.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *