Arsal multa teleatendimento da Eletrobras de Alagoas

Segundo a Arsal, a empresa descumpriu limites dos índices de qualidade

Da redação, com informações do G1
30 Jul de 2013

A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) multou a Eletrobras Alagoas em R$ 445.293,98, por descumprimento dos limites dos índices de qualidade do teleatendimento da concessionária referente ao ano de 2012. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (30).

[Foto: Divulgação]

O auto de infração foi emitido em maio passado e, após fiscalização realizada este ano pela Gerência de Energia Elétrica da Agência Reguladora, foi mantido por unanimidade pelo Colegiado da Arsal. Ainda cabe recurso junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Sobre os índices negativos, a assessoria de comunicação da Eletrobras reconhece que em um período específico do ano passado a empresa “passou dos limites”. Disse ainda que em novembro de 2012, a Eletrobras começou a implantar o serviço de call center e que o prazo para adequação foi de seis meses.

Na tarde desta terça-feira, a Eletrobras Distribuição Alagoas emitiu uma nota afirmando que finalizou o processo de reestruturação do call center com modernização tecnológica e ampliação da capacidade de atendimento às ligações telefônicas em 40%. Os investimentos agregaram mais qualidade aos serviços prestados e diminuíram o tempo de resposta no atendimento às demandas.

Ainda segundo a Eletrobras, todos os protocolos que são abertos são atendidos pela empresa e que os índices de satisfação dos clientes melhorou.

A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) recomenda aos usuários da Eletrobras que em caso de dúvida procurem a empresa. Somente em caso de não ter sua solicitação atendida satisfatoriamente, o usuário deve ligar para o número de discagem gratuita 0800 727-0167, que é da Ouvidoria da Arsal.

Eletrobras divulga nota em resposta à multa

Confira posicionamento da empresa na íntegra:

A Eletrobras Distribuição Alagoas finalizou o processo de reestruturação do call center com modernização tecnológica e ampliação da capacidade de atendimento às ligações telefônicas em 40%. Os investimentos agregaram mais qualidade aos serviços prestados e diminuíram o tempo de resposta no atendimento às demandas.
Atualmente, os índices de qualidade do serviço do teleatendimento da distribuidora estão em conformidade com parâmetros regulatórios estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

 

Reprodução Tribuna Hoje.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *