Conselho de Defesa dos Direitos Humanos é reativado em Alagoas

Presidente Fernando Teles Farias fala da importância de ampliar as ações. Ele diz que papel do conselho deve ser mais esclarecido à sociedade.

 

12/08/2013

Do G1 AL com informações da TV Gazeta

 

Depois de passar por um período de mudanças, o Conselho de Defesa dos Direitos Humanos está sendo reativado em Alagoas. De acordo com o presidentes em exercício, Fernando Teles de Farias, a proposta é uma atuação maior para impedir as violações de direitos humanos o estado.

Para o presidente, o maior desafio do conselho é o de desmistificar a imagem que os direitos humanos passa para a população. “A afirmação de que os direitos humanos só servem para bandido é feita por desconhecimento da população. Ele abrange desde o direito da criança e do adolescente até o do idoso, passando pelos direitos econômicos, sociais, políticos, ambientais e até culturais”, afirmou.

eitos. “Uma vez definidos esses direitos, seja individualmente, na comunidade, ou na organização em que estamos incluídos, através da participação em suas lutas e conquistas, e também como vítimas em suas violações, podemos afirmar que todo ser humano possui direitos e, por consequência, qualquer tipo de discriminação que mantenha ou promova desigualdades consiste em uma transgressão desses direitos”, afirmou.

Dentre as atribuições do conselho, segundo o presidente, está a de investigar as violações dos direitos humanos e dar encaminhamento às denuncias, além de cobrar das autoridades para que isso seja cumprido. “O conselho é independente e não tem vinculo com ninguém”, completou.

 

Reprodução G1 AL.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *