Diretores de escola em Santana do Ipanema são afastados por má gestão

Profissionais são acusados de inoperância e inércia na direção.
Escola Estadual Padre Francisco Correia é a 5ª a passar por intervenção.

Natália SouzaDo G1 AL

13/03/2013 11h12 – Atualizado em 13/03/2013 11h12

 

Os diretores da Escola Estadual Padre Francisco Correia, localizada no Centro de Santana do Ipanema, município do Sertão de Alagoas, foram afastados pela Secretaria de Estado da Educação, nesta quarta-feira (13), sob suspeita de irregularidades na gestão escolar. A medida foi publicada através de uma portaria no Diário Oficial do Estado (DOE).

A secretaria determinou a intervenção na escola e nomeou os professores Marcello André Fausto Souza e Lúcio Flávio Reis de Queiroz como interventores, dando a eles “poderes de gerência e pedagógicos necessários à condução  dos trabalhos da escola”. A intervenção tem vigência de 60 dias.

De acordo com a portaria, o secretário considerou a inoperância da gestão e inércia dos funcionários, os índices insatisfatórios de aprendizagem e baixo rendimento do IDEB e o desrespeito pela direção da Escola Estadual Padre Francisco Correia.

A Secretaria de Educação afirmou ao G1 que os problemas administrativos na escola vinham prejudicando os alunos. “Os antigos diretores atrasavam as prestações de conta, havia atrasos na remessa de informação para a secretaria, a exemplo da locação de novos professores, resultando no baixo rendimento escolar dos alunos”, diz o Estado.

A situação foi constatada através de relatórios da Coordenadoria Regional de Ensino à secretaria da Educação, que resolveu intervir antes do início das aulas, na próxima segunda-feira (18), para evitar que mais alunos sejam prejudicados.

As reformas emergenciais na Escola Estadual Padre Francisco Correia foram concluídas na semana passada. Ela é a quinta a sofrer intervenção do Estado. A última havia sido a Escola Estadual Ferndandes Lima, localizada no Sítio São Jorge, em Maceió, que também tiveram seus diretores afastados.

 

Matéria retirada do Portal G1-Al.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *