Docentes da Uneal aceitam proposta do governo e encerram greve

Após 4 meses de paralisação, aulas serão retomadas no dia 11 de março. Servidores do quadro técnico também decidiram pelo retorno ao trabalho.

27/02/2013 23h07 – Atualizado em 27/02/2013 23h49

 

Após mais de quatro meses de paralisação chegou ao fim, na noite desta quarta-feira (27), a greve dos professores da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal). Os docentes aceitaram a proposta apresentada pelo Governo do Estado e retornam às atividades no dia 11 de março.

Segundo o presidente do Sindicato dos Docentes da Uneal (SindUneal), Luiz Gomes, a categoria  volta ao trabalho acreditando que tudo que foi acertado junto ao governo seja cumprido no prazo estabelecido. “A greve foi longa e desgastante, mas positiva. Além do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), foram conquistados investimentos para a universidade, algo que não ocorria há alguns anos”, expôs.

Na proposta apresentada aos professores da instituição pública estadual de ensino superior, o governador Teotonio Vilela Filho se comprometeu a implantar o PCCS com progressão horizontal em quatro faixas salariais. Considerando para progressão o prazo de 5 anos com 5% de reajuste a cada avanço de faixa.

Quanto ao prazo para que sejam retomadam as atividades, Luiz Gomes disse que o trabalho dos docentes começa de imediato, só que devido à reorganização do calendário acadêmico, as aulas só serão retomadas no dia 11 de março.

Técnicos
Quanto aos servidores do quadro técnico da Uneal, que realizaram assembleia na manhã desta quarta-feira (27), eles também aceitaram a proposta apresentada pelo governo do Estado, mas solicitaram algumas modificações no documento e apresentaram uma contraproposta.

Campi
Presente em seis municípios alagoanos: MaceióArapiracaPalmeira dos ÍndiosUnião dos PalmaresSantana do Ipanema e São Miguel dos Campos, a Uneal possui uma comunidade acadêmica com mais de 6 mil estudantes, entre alunos vinculados em cursos presenciais e à distancia.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *