Intervenções ameaçam democracia nas escolas

 Gestão de secretaria é apontada como autoritária

 

Por: MAURÍCIO GONÇALVES – REPÓRTER

Edição de 07 de abril de 2013

 

Há quem considere que a Secretaria de Educação e o governo do Estado de Alagoas colocaram a democracia da rede pública de ensino no calabouço. “A gestão democrática está ameaçada pelo ataque feito ao Conselho Estadual de Educação, pelas intervenções nas escolas e pela forma como o governo ataca todos os trabalhadores”, afirma a diretora do Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinteal), Girlene Lázaro.A vice-presidente da entidade empunha o escudo na direção do secretário estadual da Educação, Adriano Soares. “É o príncipe a impor as vontades dele, é o senhor da verdade que intencionalmente afasta os diretores que o contrariam e substitui por interventores, de modo antidemocrático, como ele sempre fez”, diz Célia Capistrano.

A presidente do Sinteal reforça a artilharia com “bala de canhão contra as muralhas do castelo” e sugere que o gestor máximo da Educação em Alagoas segue o exemplo da antiga tática de propaganda nazista. “O secretário se comporta como uma pessoa desequilibrada e tenta sensibilizar a população com inverdades. Ele fala a mesma mentira, repetidas vezes, na intenção de iludir como se fosse uma verdade”, lança Maria Consuelo Correia.

A servidora Arlinda Sales afirma que o secretário destituiu um conselho escolar inteiro porque seus componentes participaram de uma passeata que criticava o governo do Estado. “A democracia foi rasgada e jogada no lixo. Ele tentou me destituir do conselho cinco vezes, por meio de portarias no Diário Oficial, mas não conseguiu porque eu estudei as normas do conselho, eu sou conselheira eleita”.

A ex-presidente do Conselho Estadual de Educação, Bárbara Heliodora, também eleita, foi arrancada do cargo por um decreto imposto pelo governador Teotonio Vilela. Quando preparava a eleição do sucessor, Heliodora foi forçada a entregar o fim do mandato ao secretário Adriano Soares, que praticamente foi entronado pelo governador na presidência do conselho.

Matéria retirada do Jornal Gazeta de Alagoas Online.
Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *