MCCE entrega denúncia contra Fecomércio ao Ministério Público

28/05/2013

 

Por Lula Vilar

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) entregou – no dia 15 de maio deste ano – uma série de denúncias, com base em informações de sindicalistas e emails, contra a gestão do sistema Fecomércio.

De acordo com o Diário Oficial, o pedido de investigação do MCCE foi encaminhado para o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá. Um dos pontos é uma denúncia feita em 2009 de um suposto desvio de R$ 3 milhões no Senac.

 

O pedido de investigação também se baseia ainda em um email enviado a presidência do Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social,
de Orientação e Formação Profissional de Alagoas (Senalba). Estes versam sobre contratação de empresas, assédio moral, dentre outros pontos.

 

Por sinal, a presidente do Senalba, Ivanilda Carvalho, alega que solicitou à gestão da Fecomércio informações sobre contratos e licitações realizadas no Sesc e Senac, mas não foi atendida. É uma alegação dela.

 

Ivanilda Carvalho ainda repassou ao MCCE uma carta de um servidor demitido do Senac/AL, em que também são relatados problemas na gestão. Por esta razão, o MCCE pede que o MP investigue o caso para verificar a veracidade ou não das denúncias feitas; solicitando, inclusive, a cópia de auditoria realizada pelo departamento nacional do Senac no período de 2008 e 2009.

 

Este blog teve acesso aos emails encaminhados ao Senalba, bem como a carta de um servidor demitido. Porém, os detalhes carecem de provas para serem divulgados. Por esta razão, limito-me ao pedido realizado pelo MCCE que consta no Diário Oficial do dia 17 de maio de 2013.

 

No dia de ontem, tentei contato com a assessoria de comunicação da Fecomércio, mas o celular que me foi fornecido se encontrava fora da área de cobertura. O espaço está aberto. Vale salientar que se trata de um pedido de investigação.

 

Matéria retirada do Site Cada Minuto.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *