MPE só tem verba para nomear 10 promotores

O procurador-geral tenta junto ao governo um incremento ao Orçamento

 

Andrezza Tavares

06 Jun de 2013

 

O concurso para preenchimento de 28 vagas de promotor do Ministério Público Estadual (MPE) está a todo vapor. Ontem, foram divulgados os nomes dos 127 candidatos aprovados na prova oral.

MP Estadual pode nomear apenas dez promotores

A nomeação dos novos promotores de Justiça de 1ª entrância deverá diminuir a sobrecarga de trabalho de vários promotores, que hoje chegam a acumular até quatro municípios.

“Infelizmente, hoje tem promotores que atuam em mais de uma comarca”, declarou o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá, que elogiou os colegas, que, mesmo acumulando promotorias, se esforçam para para dar conta dos trabalhos.

Esta foi a quarta fase do certame, que deverá ser encerrado ainda este mês, quando os candidatos farão a prova de tribuna e apresentarão os títulos. A expectativa é que parte dos aprovados seja nomeada ainda em 2013, segundo informações do procurador-geral.

“Gostaria de preencher todas as vagas, mas o Ministério Público não tem orçamento para isso, e estudos revelam que este ano o órgão poderá nomear no máximo dez promotores”, ressaltou Jucá.

O procurador-geral acrescentou que está sensibilizando o governador do Estado e os secretários de Gestão Pública, Planejamento e Fazenda para que o orçamento do Ministério Público em 2014 seja incrementado e, assim, o órgão tenha condições suficientes para preencher todas as 28 vagas de promotor oferecidas no concurso. O salário inicial para o cargo é de R$ 17.581,75.

“Uma cidade que não tem um promotor, é carente de Justiça”, declarou Jucá.

 

Matéria retirada do Site Tribuna Hoje.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *