Para JHC, PEC 37 é revanchismo ‘dos grandes’

O parlamentar classificou a Proposta de Emenda à Constituição como a ‘PEC da impunidade’

 

JHC se reuniu com a presidência da Ampal

O deputado João Henrique Caldas (PTN) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) para criticar a PEC 37, que pretende limitar o poder de atuação dos Ministérios Públicos de todo o país. Projeto de Emenda Constitucional ainda está em tramitação no Congresso Nacional.

JHC falou sobre o seu encontro com a presidente da Associação do Ministério Público de Alagoas (Ampal), Adilza Inácio de Freitas, onde demonstrou sua preocupação e declarou ser contra a medida.

O parlamentar classificou a Proposta de Emenda à Constituição como a “PEC da impunidade”. Para ele, “limitar o poder de investigação do Ministério Público não é a melhor forma para se trabalhar, o correto seria oferecer maiores condições de serviço para que a instituição possa investigar e apurar os crimes que acontecem em todo Brasil, principalmente no Estado de Alagoas”.

Para JHC, a PEC foi criada por “revanchismo” para atender a um jogo de interesses. “Precisamos saber os principais interesses que estão por trás da proposta”.

“Sabemos que o Ministério Público é uma das instituições mais respeitadas do nosso país, que desempenhou ações que atingiram classes políticas e privilegiadas. Então, isso pode ter desencadeado um revanchismo dessas pessoas em limitar o poder do MP”, completou João Henrique.

 

Matéria retirada do site  Tribuna Hoje.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *