Servidores de Atalaia prometem parar nesta 4ª

Com salários e férias atrasados, funcionários da Educação podem deflagrar greve

Andrezza Tavares

 

A atualização dos pagamentos dos servidores ativos e inativos, o pagamento das férias referentes a 2012, e a implantação do Plano de Cargos e Carreira do Administrativo, são algumas das reinvidicações dos servidores da Educação do município de Atalaia, que estarão reunidos hoje, para protestarem contra a gestão do professor Mano (PTB). A categoria ameaça paralisar as atividades por três dias.

Professores efetivos do Município procuraram a reportagem da Tribuna Independente para denunciar o descaso da gestão com os servidores. Eles temem represálias e por isso preferem não ter seus nomes divulgados. “Os salários do mês de março ninguém sabe quando eles vão pagar”, disse um professor.

“Se a Prefeitura está em crise, porque o prefeito não foi à Brasília pedir ajuda como fez Pilar?”, questionou outra professora. “Mas eu acho que a Prefeitura tem dinheiro sim, por que todos os filhos do prefeito estão de carro novo”, completou.

De acordo com os professores, os atrasos vem ocorrendo desde a gestão anterior, do então prefeito Chico Vigário (PTB). “Isso vem acontecendo desde agosto do ano passado, na época da política”, ressaltou uma outra professora.

Os professores afirmaram serem perseguidos pelo atual prefeito. “A secretária de Educação ligou para as diretoras e disse que se nós fôssemos a manifestação, levaríamos falta ou teríamos que trabalhar no sábado para compensar”, relataram os professores temerosos.

“Sou perseguida pelo prefeito, desde a época que ele era vereador, tudo isso porque sou oposição, e se a gente fala a gente é perseguido”, declarou umas das professoras. A reportagem tentou contato com o prefeito, mas não obteve êxito.

 

 

Matéria retirada do site Tribuna Hoje.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *