Visitas de diretores do SINDPREV-AL à Maternidade Santa Mônica impulsionam mobilização

Em duas visitas à Maternidade Santa Mônica, diretores do SINDPREV-AL constataram a necessidade de uma ampla mobilização dos trabalhadores no sentido de unificar as pautas e garantir vitórias.

Na primeira reunião, realizada no dia 2 de abril (Segunda-feira), os diretores Olga Chagas e Cícero Lourenço estiveram na Maternidade para esclarecer e informar sobre o processo da insalubridade e as ações realizadas pelo Departamento Jurídico do Sindicato em prol dos trabalhadores da Saúde.

Na segunda visita nesta quinta-feira (5), os diretores Ivanildo Marques e Olga Chagas foram chamados pelos próprios trabalhadores para tratar inicialmente da questão da não implantação do pagamento da rede cegonha para vários servidores, especificamente aqueles que entraram no último concurso de 2014. Os trabalhadores reclamam que, apesar de terem dado entrada com processos administrativos desde a gestão passada, foram informados que não haveria recursos para o pagamento da gratificação. A denúncia é de que a verba federal específica para esta gratificação estaria sendo utilizada para outros fins.

Diante da grande demanda de assuntos e reivindicações dos trabalhadores, ao final da visita ficou acertado os seguintes Encaminhamentos:

  • Organizar uma comissão para dialogar com a gestão;
  • Relacionar todos os processos que foram abertos;
  • Realizar uma Assembleia para tirar uma pauta unificada e ampliada de todas as unidades da UNCISAL;
  • Agendar uma reunião com a reitoria da Uncisal

Filiações

Tem crescido exponencialmente o número de novas filiações de trabalhadores da Saúde Estadual ao SINDPREV-AL. No caso da Santa Mônica, nas duas visitas, vários servidores solicitaram fichas de filiação e agora fazem parte do quadro associativo do Sindicato, tendo como principais benefícios a certeza de uma entidade sindical voltada à defesa dos direitos dos trabalhadores.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *