Brasil criou 4 milhões de empregos formais desde 2011, diz Dilma

Setor de serviços foi responsável por quase metade desse número

 

Do G1 SP

20/05/2013

 

A presidente Dilma Rousseff disse na manhã desta segunda-feira (20), durante seu programa de rádio “Café com a presidenta”, que o Brasil criou 4,139 milhões de empregos formais desde janeiro de 2013.

Segundo a presidenta, o setor de serviços foi o responsável pela geração de quase metade desse número desde janeiro de 2011, alavancadas principalmente pelos setores de saúde, educação, comércio e serviços financeiros.

“Ampliou-se muito também as oportunidades de trabalho no setor de serviços financeiros, devido à chamada bancarização da nossa população, ou seja, nossa população, que antes não usava banco, passou a usar banco”, disse Dilma.

Outros 500 mil empregos foram criados na construção civil, estimulados por investimentos privados e públicos, como programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, disse a presidenta.

Dilma defendeu as compras do governo federal como medida para estimular a geração de emprego na indústria e nas micro e pequenas empresas. “Essas compras que o governo federal faz melhoram a vida da população e também ajudam a aquecer a produção da indústria e isso gera emprego, necessariamente”, disse.

A presidente justificou ainda a adoção de medidas de estímulo à “indústria de material de transporte”, que produz carros, caminhões, ônibus, vagões, locomotivas, retroescavadeiras e autopeças.

“Diminuímos o IPI dos carros e dos caminhões, diminuímos os juros dos empréstimos para quem compra caminhões e ônibus, e também desoneramos a folha de pagamento das empresas de transporte coletivo”, defendeu a presidente.

Desemprego
Dilma acrescentou também que a taxa de desemprego registrada em março deste ano foi de 5,7% – a menor para os meses de março dos últimos 11 anos. “Isso mostra que o Brasil vive hoje praticamente em pleno emprego e que o desemprego tende a se manter muito baixo”, afirmou.

 

Matéria retirada do Portal Gazeta Web.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *