Cesta básica sobe em 16 capitais pesquisadas

No trimestre, as 18 capitais apresentaram alta nos preços

 

Por: FOLHAPRESS

 

São Paulo, SP – O preço da cesta subiu em 16 das 18 capitais pesquisadas em março, segundo pesquisa mensal do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) divulgada ontem. As maiores elevações foram apuradas em Vitória (6,01%), Manaus (4,55%), e Salvador (4,08%), e houve retrações apenas em Florianópolis (-2,25%) e Natal (-1,42%).

São Paulo continua a ser a capital com a cesta básica mais cara do país (R$ 336,26). Em seguida, aparecem Vitória (R$ 332,24), Manaus (R$ 328,49) eBelo Horizonte (R$ 323,97). Os menores valores médios foram

observados em Aracaju (R$ 245,94), João Pessoa (R$ 274,64) e Campo Grande (R$ 276,44).

No trimestre, as 18 capitais apresentaram alta nos preços da cesta. As maiores foram registradas em Salvador (23,75%), Aracaju (20,52%) e Natal (16,52%). Os menores aumentos foram verificados em Florianópolis (5,97%), Belém (7,47%) e Curitiba (8,65%).

DESONERAÇÃO 

Junto com a divulgação da pesquisa, o Dieese publicou nota técnica sobre o comportamento dos preços dos produtos desonerados pela MP 609, de 8 de março, que desonerou diversos itens da cesta

básica. Dos 13 itens do levantamento, cinco tiveram redução de tributos: carne, manteiga, café, açúcar e óleo. Os demais itens da cesta já eram isentos de tributação.

Matéria retirada do Jornal Gazeta de Alagoas on-line.
Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *