Dilma e Aécio apresentam hoje prévia da disputa de 2014

Senador discursará em Brasília para criticar a gestão da presidente. Já Dilma terá como palanque a festa pelos dez anos do PT no Planalto, em SP

No dia em que o PT celebra dez anos no comando do país, o senador Aécio Neves, do PSDB, vai à tribuna do Senado com um discurso com o qual pretende tirar o brilho da comemoração petista. Aécio prepara pesadas críticas ao PT e à presidente Dilma Rousseff. Conformeantecipou a coluna Radar, de Lauro Jardim, o senador vai criticar o intervencionismo na economia e o baixo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Enquanto o tucano fala em Brasília, Dilma terá como palanque a festa do partido em São Paulo, na qual estará na companhia do ex-presidente Lula. O dia será, portanto, marcado por uma prévia da disputa a que o país deve assistir nas eleições presidenciais do ano que vem.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o discurso de Aécio apontará os “13 fracassos do PT” no governo federal. E, além das críticas à gestão de Dilma na economia, vai classificar sua atuação como omissa nas áreas de saúde e segurança pública. Aécio é apontado como o principal nome do PSDB para disputar a Presidência em 2014

Já o texto de Dilma, informa a coluna Radar, foi escrito pelo marqueteiro petista João Santana – e é tratado pela cúpula do partido como segredo de estado. Para evitar constrangimentos à presidente, José Dirceu foi excluído do palanque. Falarão na festa apenas Dilma, Lula e Rui Falcão, presidente do PT.

Os petistas ainda distribuirão aos militantes presentes ao evento uma cartilha de 15 páginas em que o partido ressalta o que chama de “crescimento sustentável” da última década, a mobilidade social e a distribuição de renda promovidas nos governos Lula-Dilma e que resultaram, segundo o PT, na “sensível prosperidade econômica e social” dos brasileiros. O evento desta quarta-feira marcará o início de uma série de 10 seminários que serão feitos em todo o país.

O senador Aécio Neves: voz da oposição (Geraldo Magela/Agência Senado)

Matéria retirada da Revista Veja.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *