Dilma indica Luís Roberto Barroso para vaga no STF

Ele deverá assumir a vaga deixada por Carlos Ayres Britto em 2012

 

REDAÇÃO ÉPOCA

23/05/2013

 

Para assumir o posto no STF, Luís Roberto Barroso terá de ser sabatinado no Senado (Foto: Elza Fiúza/ABr)

 

A presidente Dilma Rousseff indicou nesta quinta-feira (23) o advogado constitucionalista Luís Roberto Barroso, de 55 anos, para vaga de ministro no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele deverá ocupar a cadeira aberta há seis meses com a aposentadoria de Carlos Ayres Britto, que teve de deixar o posto após completar 70 anos.

O anúncio foi feito pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, após reunião entre Dilma e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. “O professor Luís Roberto Barroso cumpre todos os requisitos necessários para o exercício do mais elevado cargo da magistratura do país”, diz nota do Planalto.

A indicação de Barroso será publicada no Diário Oficial da União, mas ele ainda deve ser sabatinado e ter o nome aprovado pelo Senado antes de assumir o cargo.

Barroso é o quarto ministro indicado na gestão de Dilma. A escolha levou seis meses, um a menos que a de Luiz Fux. Além deles, a presidente também indicou Rosa Weber, que entrou no lugar de Ellen Gracie, e Teori Zavascki, no lugar de Cezar Peluso.

O futuro ministro já atuou processos de grande repercussão no Supremo, como as uniões estáveis homoafetivas, as pesquisas com células-tronco embrionárias, a interrupção da gestação de fetos anencéfalos e a proibição do nepotismo. Ele também defendeu o ex-ativista político italiano Cesare Battisti.

Perfil

Nascido em Vassouras (RJ) em 11 de março de 1958, Barroso é professor de direito constitucional da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e professor visitante da Universidade de Brasília (UnB). É mestre pela Escola de Direito da Universidad de Yale, nos EUA, e doutor e livre-docente pela UERJ. Também é procurador do estado do Rio de Janeiro.

Os pais do futuro ministro do STF também atuaram na área do Direito. Seu pai foi membro do Ministério Público do Rio de Janeiro, e sua mãe foi advogada.

Barroso é casado e tem um casal de filhos. Ele mantém um blog onde publica artigos sobre Direito, música e poesia, além de opiniões sobre temas diversos.

AC

 

Matéria retirada da Revista Época.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *