Lei garante estabilidade para gestantes que cumprem aviso prévio

Constituição estabelece que funcionária não pode ser demitida sem justa causa da gravidez até cinco meses após o parto

 

Escrito por: Paula Laboissière – Agência Brasil

20/05/2013

 

A presidenta Dilma Rousseff sancionou lei que garante estabilidade no emprego a gestantes que cumprem aviso prévio. A norma foi publicada na última sexta-feira (17) no Diário Oficial da União.

Gestantes comemoram vitória

 

De acordo com o texto, a estabilidade será garantida também em casos de aviso prévio indenizado, quando a funcionária recebe o salário referente ao período, mas não é obrigada a comparecer ao serviço.

“A confirmação do estado de gravidez advindo no curso do contrato de trabalho, ainda que durante o prazo do aviso prévio trabalhado ou indenizado, garante à empregada gestante a estabilidade provisória prevista na Alínea b do Inciso 2 do Artigo 10 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias.”

A lei entra em vigor na data da publicação.

 

Matéria retirada do Site CUT Nacional

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *