Trabalhadores da SRTE-AL exigem melhores condições de trabalho

Como diz o ditado: ‘casa de ferreiro, espeto de pau’. É exatamente o que está acontecendo com a SRTE-AL em Alagoas. Os trabalhadores denunciam que não há no prédio do órgão as mínimas condições para o trabalho diário. São paredes com infiltração, umidade em praticamente todas as salas, arquivos armazenados sem as condições ideais, rachaduras e muitas outras irregularidades.

Por conta de toda essa situação degradante, os trabalhadores do órgão decidiram que vão paralisar as atividades a cada 15 dias, até que a situação seja resolvida. A decisão foi tomada na manhã desta segunda-feira (31) em uma reunião comandada pelo SINDPREV-AL, que providenciou fotografias da situação do prédio para denunciar a situação.

Vejam as fotos:

srte srte2 srte3 srte4 srte5 srte6 srte7 srte8 srte9 srte10 srte11 srte12 srte13 srte14 srte15 srte16 srte17 srte18 srte19 srte20 srte21 srte22 srte23 srte24 srte26 srte265

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *