Arquivo da categoria: Informativos

SINDPREV-AL esclarece pontos da Reforma da Previdência em reunião na APS/INSS Jatiúca

reforma2 (2)

Dando continuidade ao trabalho de conscientização da categoria sobres o malefícios das reformas da Previdência e Trabalhista, impostas pelo governo ilegítimo, o SINDPREV-AL na manhã desta sexta-feira (19) na APS do INSS da Jatiúca dialogando com servidores e público em geral.

Na oportunidade foram esclarecidos pontos e apresentado o calendário de lutas para que a classe trabalhadora impeça esse retrocesso. Neste domingo, dia 21 de maio, haverá manifestação na orla de Maceió e no dia 24 (quarta-feira) o SINDPREV-AL estará presente na Marcha Nacional, ocupando Brasília e pressionando o Congresso contra as reformas.

reforma reforma2 reforma3 reforma4

 

SINDPREV-AL presente em plenária da CUT que prepara grande ato em Brasília pelo Fim das Reformas e por Eleição Direta

Cícero Lourenço na Plenária Nacional da CUT, em Brasília.

O Diretor do SINDPREV-AL Cícero Lourenço está em Brasília, representando também a CNTSS, na Plenária Nacional da CUT, que planeja um grande ato de protesto na Esplanada dos Ministérios no domingo (21) contra as reformas do governo ilegítimo e pela Eleição Direta Já.

Os sindicalistas estão avaliando o momento político atual com as provas contra Michel Temer e Aécio Neves, que nadaram de braçadas na corrupção. #ocupabrasilia

Cícero Lourenço na Plenária Nacional da CUT, em Brasília.

Cícero Lourenço na Plenária Nacional da CUT, em Brasília.

plenária2

Dia 24 de maio tem reunião sobre Conselho Gestor do PAM Salgadinho

gestor

Reunião para Restruturação do Conselho Gestor do PAM Salgadinho

Dia: 23 de maio/2017 – Terça-feira
Horário: 14:00 horas
Local: Auditório do PAM Salgadinho

CONVITE

Convidamos funcionários, usuários e público em geral para uma Reunião de grande importância para a democratização da Saúde Pública. Esta reunião terá como pauta os seguintes pontos:

1 – Reestruturação do Conselho Gestor do PAM Salgadinho;

2 – Importância do Conselho Gestor na Unidade de Saúde;

3 – Controle Social e a participação popular na Gestão do Sistema Único de Saúde.

SAÚDE DE QUALIDADE SE FAZ COM A
PARTICIPAÇÃO DE TODOS (AS) NA GESTÃO

Mulheres da CUT vão ocupar Brasília no próximo dia 24

Sindicalistas reforçam que só a unidade e a luta podem barrar retrocessos
Escrito por: Érica Aragão

“Temos provas e convicções de que nós mulheres somos capazes de reverter processos conservadores da história do Brasil e do mundo”. A afirmação foi feita pela ex-ministra da Secretaria de Políticas das Mulheres, Eleonora Menicucci, na tarde desta terça-feira (16), na sede da CUT em São Paulo, em reunião do Coletivo Nacional de Mulheres da CUT.

Coletivo de mulheres da CUT/ foto: Roberto Parizotti

Coletivo de mulheres da CUT/ foto: Roberto Parizotti

Eleonora provocou as sindicalistas dizendo que “precisamos transformar nossa indignação em luta e as mulheres precisam dizer não para a consolidação do golpe que está em curso”. A ex-ministra refere-se ao desmonte das políticas sociais e dos direitos, duramente conquistados, que o governo ilegítimo do Michel Temer tem feito desde que tiraram a presidenta Dilma Rousseff do cargo, há um ano.Eleonora lembra que as “mulheres sempre foram protagonistas na resistência ao golpe e tem papel fundamental na luta pela democracia e pelo Estado de direito”.

As mulheres CUTistas discutiram a participação delas no Ocupa Brasília, no próximo dia 24/05. para barrar os desmontes em curso: as reformas da Previdência e trabalhistas, que podem ser votadas na próxima semana, no Congresso nacional.

“Estes projetos são ataques ao modelo democrático de Estado que estava em curso nos últimos anos, o que estão implantando agora é um Estado de exceção, no qual se organiza de outra forma: na retirada de direitos e a repressão”, disse a vice-presidenta da CUT, Carmen Foro.

Carmen lembrou do roteiro de desmontes que o governo ilegítimo vem construindo e destaca a máquina de manipulação da imprensa, “massacrando a população com propagandas enganosas sobre as reformas e os outros projetos que desmontam o Estado”, em alusão à privatização geral que o projeto Temer está colocando em prática.

Da esquerda pra direita: Mara Feltes, Eleonora Menecucci, Junéia Martins e Carmen Foro

Da esquerda pra direita: Mara Feltes, Eleonora Menecucci, Junéia Martins e Carmen Foro

A vice-presidenta da CUT alertou sobre a criminalização da política que a mídia também promove, com ajuda de Temer e seus aliados. “Eles vendem que a política não presta, mas não largam o osso. Eles querem ter o controle do Estado brasileiro”, analisou Carmen.Ela frisou que são as mulheres que mais sofrem com todo esse desmonte do Estado e destacou o papel fundamental da CUT em todo o processo de enfrentamento. “Nós temos a tarefa maior de convencer a sociedade de que só com a luta, a unidade e a resistência poderão reverter o atual momento político”, completou.

A secretária nacional da Mulher Trabalhadora da CUT, Junéia Martins Batista, disse da importância do encontro das sindicalistas nesse processo. “As mulheres serão as mais prejudicadas com todos esses desmontes. Como disse Simone Beauvoir, basta uma crise política, econômica e religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados”.

A dirigente citou exemplos de outros países que superaram crises parecidas com o que o Brasil está passando e disse como foi que saíram destes momentos tão difíceis.  “Só com uma Frente Ampla Progressista é que teremos a esperança de reconquistarmos a democracia no nosso país”.

Após novo adiamento, Planejamento afirma que pagamento da incorporação de gratificações na aposentaria deve ocorrer somente em junho

As entidades sindicais voltaram a entrar em contato com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) para questionar sobre a incorporação das gratificações aos salários dos aposentados, prevista, segundo as leis n° 13.324 e 13.326, de 2016, para ocorrer a partir de 1° de janeiro de 2017, o que não ocorreu.

O primeiro adiamento ocorreu em janeiro, quando o MP afirmou que a incorporação ocorreria a partir de março, quando o Planejamento divulgou outra mensagem oficial postergando novamente, desta vez para abril. Em novos contatos feitos nesta semana, o Planejamento adiou pela terceira vez o início da incorporação, para junho, seis meses após o previsto pelas leis que geraram os acordos assinados em 2015 (relembre: Seguro Social (INSS), Seguridade Social (CPST) e Anvisa).

Desta vez, o Planejamento se justificou afirmando que este prazo é necessário para a equipe técnica que trabalha na parametrização de dados para efetuar os pagamentos.

Portanto, servidores fiquem atentos e acompanhem as prévias dos contracheques de maio. A expectativa é de que assim que a prévia for divulgada já contenha essa informação atualizada. O Planejamento informa que a previsão é de que esse dado esteja disponível por volta do dia 20 de maio. Vale ressaltar que apenas servidores que já assinaram termo de opção que garante nova regra para contagem de gratificação para fins de aposentadoria têm direito a receber os valores atualizados.

O movimento sindical da Seguridade Social vai continuar cobrando do governo celeridade para resolver esta situação!

Fonte: fenasps

Página 1 de 21012345...102030...Última »