13 DE MAIO: Viva a negritude resistente do povo brasileiro

Neste domingo, dia 13 de maio, registramos 130 anos da abolição dos escravos no
Brasil, um processo tortuoso e inacabado. Fomos um dos últimos países a abolir a
escravidão e o fizemos de forma gradual e lenta, sem assegurar aos ex-escravos as
condições necessárias para sua integração social, econômica e política. O resultado
deste processo, passados 130 anos, é a situação de discriminação racial e de
desigualdade social a que é relegada a população negra, apesar dos/as negros/as
serem a maioria da população brasileira.

A CUT e seus sindicatos filiados sempre denunciaram esta realidade como injusta e
inadmissível. Não podemos deixar de aproveitar o dia 13 de maio para denunciar,
mais uma vez, os descaminhos de abolição do trabalho escravo no Brasil.
Esperamos que neste dia os trabalhadores/as negros/as e brancos/as e de todas as
cores, para reconhecer a importante contribuição dos escravos e seus descendentes na
construção do país, para lutar contra o preconceito e a discriminação racial e por
uma nação onde todos sejam realmente livres e iguais.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *