A Saúde de Palmeira está na UTI. E o prefeito NÃO TÁ NEM AÍ. Veja fotos da manifestação

Os trabalhadores da Saúde e Assistência Social de Palmeira dos Índios não aguentam mais a atual situação de caos e descaso. Os salários são pagos, em média, com um mês de atraso. Estamos há três anos sem qualquer tipo de reajuste salarial. Há mais de quatro anos que cobramos um calendário de pagamento fixo para recebermos os salários, e nada. A incorporação no salário-base, negociado em 2010 até hoje é pago em rubrica separada.
Por tudo isso e muito mais, estamos em GREVE. Não aguentamos mais o arrocho salarial; Não temos as mínimas condições de trabalho, inclusive o CAPS já sofreu intervenção do Ministério Público. Os postos de Saúde da Família funcionam em situação altamente precária: falta médicos, falta medicamentos básicos e de uso contínuo, falta material de expediente para os procedimentos dos profissionais da Saúde. Os aparelhos de esterilização estão quebrados (auto claves), diversos postos não têm sequer água, resultando que os profissionais de odontologia vão aos postos e não têm como trabalhar.
Falta respeito para com os trabalhadores, inclusive com a retirada de Direitos Constitucionais. Isso sem falar no geral, onde convivemos com lixo nas ruas, água contaminada, moscas e para completar o quadro de miséria: diarréia e mortes.
Aí perguntamos: ESSE É O JEITO TUCANO DE GOVERNAR O POVO?. Eles sempre afirmam: estamos arrumando a casa. Os trabalhadores perguntam: que casa?. Pelo jeito vão passar os 8 anos desse governo e a casa não será arrumada.
Estamos vivendo momentos de completo abandono. Não temos Saúde, Educação, Segurança e até mesmo as praças estão abandonadas. O jeito é lembrar o poeta da década de 60: ‘Que triste sina da Princesa do Sertão’.
Não tem outro jeito: É GREVE GERAL JÁ! POVO NA RUA JÁ! REAJUSTE SALARIAL JÁ!
Pensem nisso palmeirenses e, em vez de só reclamar, VAMOS LUTAR POR UMA PALMEIRA DECENTE, COM NOSSO POVO FELIZ.

palmeira palmeira2 palmeira3 palmeira4 palmeira5 palmeira6 palmeira7 palmeira8

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *