Caravana em Brasília contra a redução da VPNI e DPNI

Servidores de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte unidos

caravana caravana2

Dando prosseguimento aos atos e manifestações já realizados nos Estados, os Sindicatos de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte organizaram uma grande caravana de lutadores da categoria em Brasília, com o objetivo de pressionar parlamentares e Governo Federal contra a redução da DPNI e da VPNI.
Os caravaneiros foram recebidos por várias autoridades, onde conseguiram o compromisso de ajudar na negociação. Além disso, dirigentes sindicais e representantes desses caravaneiros participaram de reuniões nos Ministérios da Previdência, da Saúde, do Planejamento, na Câmara dos Deputados e no Senado.
O SINDPREV-AL enviou ônibus com aproximadamente 50 servidores para participar de manifestações em Brasília. Houve um ato em frente ao Ministério do Planejamento.
Os sindicalistas participaram de novas audiência com os deputados federais Manoel Júnior/PB, vice-líder do PMDB na Câmara; Aguinaldo Ribeiro (PP/PB); Ricardo  Berzoini (PT/SP); Henrique Eduardo Alves (PMDB), presidente da Câmara dos Deputados; deputado Paulo Fernando dos Santos – Paulão (PT/AL); deputado João Paulo (PT/PE) e com o senador Humberto Costa (PT/PE), ambos titulares da Comissão Especial do Congresso Nacional, que aprecia a Medida Provisória (MP) 632 de 2013.
O vice-presidente do SINDPREV-AL, Célio dos Santos, procurou o deputado federal Paulo Fernando dos Santos (Paulão, PT-AL), e solicitou que articulasse uma audiência com o Senador Renan Calheiros (PMDB/AL), presidente do Senado. Na audiência com o Senador Renan Calheiros, o presidente do Senado recebeu do vice-presidente do SINPDREV-AL, Célio dos Santos, um documento elaborado pela CNTSS/CUT, demonstrando a fundamentação do direito de recebimento das gratificações.
O presidente do Senado se comprometeu a auxiliar nas negociações para incluir emendas no texto da Medida Provisória 232/2013, visando regulamentar de forma definitiva a legalidade das gratificações VPNI (Vantagens Pessoais Nominalmente Identificadas) e DPNI (Diferenças Pessoais Nominalmente Identificadas).
Além disso, os dirigentes sindicais intensificaram as negociações junto ao Governo Federal. A representante do Ministério do Planejamento, Ana Lúcia pediu uma semana de prazo para dar uma posição sobre as reivindicações.
Lembrando que o Ministro Garibaldi Alves emitiu um aviso ministerial se colocando contra a decisão do Ministério do Planejamento de redução da VPNI.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *