CNTSS SE REÚNE COM O PRESIDENTE DO INSS

COORDENAÇÃO NACIONAL DOS FEDERAIS DA CNTSS SE REÚNE COM O PRESIDENTE DO INSS

RELATÓRIO DA AUDIÊNCIA COM O INSS

Hoje (13), a CNTSS, representada por Terezinha Aguiar, vice-presidente, Joaquim Antonio, Coordenador dos Federais, Luiz Eustáquio, SINDISPREV/PE e Pedro Totti, SINSSP estiveram reunidos com o presidente do INSS, Mauro Haushild, o  Diretor de RH José Nunes, DIRAT, AGU, Procuradoria e Perícia Médica para tratar da publicação da resolução dos turnos corridos de 06 horas nas APS do INSS.

O Presidente do INSS, Mauro Haushild, fez a abertura da audiência falando da importância política do momento e da necessidade administrativa que estava optando por um novo modelo de gestão baseada nos turnos corridos. O Presidente foi enfático em agradecer a participação da entidade no processo de discussão que gerou este novo momento. Questionado sobre a publicação da resolução, Mauro Haushild afirmou não ter publicado ainda por depender do aval das entidades envolvidas na discussão.

No intuito de esclarecer todos os pontos, o INSS fez uma explanação detalhada, através de slydes, da proposta de gestão baseada nos turnos corridos de 06 horas obtidos através dos seguintes critérios para a implementação:

  • APS com mais de 10(dez) servidores, exceto o gerente, ou lotação ideal;
  • APS deverão manter as metas estabelecidas do plano de ação do INSS.

Estes critérios são, basicamente, os estabelecidos neste processo inicial que será avaliado a cada 03 (três) meses juntamente com as entidades envolvidas. Os dirigentes da  CNTSS mostraram muita preocupação com o processo de transparência nos estados e solicitou ao presidente do INSS, Mauro Haushild, um debate com os gerentes sobre a importância da aplicação dos turnos estendidos.

Foi informado também que a Resolução sairá até esta semana, e haverá 10 horas de atendimento e 2 horas de hora marcada ou 2 horas de concessão de beneficio.

O turno estendido atingira, incialmente, 652 APS ou seja 49% dos servidores totalizando cerca de 13.000 trabalhadores, sendo que isso poderá aumentar com o concurso, ajustes administrativos e no processo de avaliação. Essa medida vem com o intuito de melhorar a gestão, as condições de trabalha e tentar prorrogar a aposentadoria dos servidores que estão por sair, só no ano 2011 foram 700 pedidos na carreira do Seguro Social.

No nosso entendimento demos um grande passo no retorno das 30 horas, sabemos que não atingiremos toda a categoria, varias APS’s ficaram de fora bem com os companheiros(as) da linha meio. A nossa intenção é gradativamente, passo a passo, conseguirmos derrubar barreiras e estender para toda os trabalhadores (as) da Seguro Social, esse é o compromisso da CNTSS que desde de o começo apostou no processo de negociação e no Grupo de Trabalho (GT) sem titubeio e isso que vamos continuar a fazer com a instalação do Grupo de Trabalho sobre Carreira que tem previsão para começar em março/2012.

A audiência foi encerrada com a palavra do Presidente do INSS em manter o diálogo com as entidades e implementar o GT do SEGURO SOCIAL que debaterá a CARREIRA.

Coordenação  Nacional dos Federais da CNTSS

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *