Contra todo tipo de opressão e perseguição no HGE

Em pleno século 21 as/os trabalhadoras/es do HGE  sofrem assédio moral por parte da direção da unidade.
No passado recente o Sindprev denunciou a ação repressora de alguns dirigentes contra servidores/as que procuram desempenhar suas funções com a maior dedicação possível. O Sindprev até que estava acreditando que a direção do hospital cumpriria a promessa de que não aconteceria mais nenhuma forma de perseguição aos servidores ou servidoras e, qualquer decisão a partir daquela data seria chamado o Sindprev para que juntos pudéssemos encontra uma solução. Porém, alguns dias se passaram e para nossa surpresa a Coordenadora do setor de Hemoderivados que, segundo ela, “esta prestando um favor ao hospital e que seu trabalho é Voluntário”, está perseguindo uma servidora que é diretora do Sindprev colocando-a a disposição do Setor de Recursos Humanos da Unidade.
A coordenadora, com argumentos, mentirosos, desrespeitosos e fascistas, procura impedir o trabalho Sindical dentro da unidade. Com isso, desrespeita a Constituição Federal e a Convenção 151 da OIT, cometendo assim prática antisindical. E tudo isso com o apoio da direção GERAL do HGE. O Sindprev, além de não concordar com essa prática, vem a publico denunciar a Coordenadora e a direção Geral do HGE por este desserviço prestado a sociedade.
O Sindicato irá desenvolver uma campanha em defesa das/os Trabalhadoras/es do Hospital com o objetivo de mostrar a personalidade desta Coordenadora que não tem compromisso. Vamos denunciar também a Direção Geral que, em vez de não deixar que ninguém morra nos corredores do HGE por  falta de uma vaga na UTI, está dando sustentação a uma coordenadora, sem compromisso com o setor, uma vez que só aparece alguns dias por mês no Hospital. Além desta campanha estamos promovendo uma ação judicial de danos morais, prática antisindical e situação constrangedora contra a coordenadora de Hemoderivados, Recursos Humanos e Direção Geral do HGE, com pedido que vai desde indenização até retratação pública.
Abaixo a Ditadura!
Abaixo a Repressão. Perseguição não!.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *