Análise da situação da luta contra redução da VPNI e DPNI

O vice-tesoureiro do SINDPREV-AL, Ronaldo Alcântara fez uma análise sobre as atividades realizadas até agora e o futuro da luta para garantir a VPNI e DPNI sem redução.

Sobre a alternativa jurídica.

Por Ronaldo Alcântara.

ronaldo

Após intensos debates das assessorias jurídicas da CNTSS/CUT, SINDSPREVs e ANASPS, ficou consensualizado que deveríamos esgotar a alternativa da mobilização nos estados, com caravanas à Brasília, pressão nos ministérios e busca de apoio no Congresso Nacional.

Ficou claro para todos nós, que o melhor caminho seria construirmos uma solução definitiva no legislativo, para o caso das gratificações DPNI e VPNI.

Segundo o advogado e assessor parlamentar do SINDSPREVS/PE, é muito temerário apostarmos primeiro na alternativa jurídica. No entendimento do advogado do SINDSPREV/PE e também na do presidente da ANASPS, caso o juiz que for analisar o processo não conceda de imediato uma liminar, o governo pode dizer que irá aguardar a decisão de mérito. Isso pode demorar anos…

Acho que não é necessário falar de demora para uma decisão judicial FAVORÁVEL, pois todos nós já sofremos anos a fio…

Penso que nós estamos construindo uma solução negociada.

Ontem, 02/04, após muita articulação, nós conseguimos ganhar tempo para negociarmos com o governo, a inserção de duas emendas na medida provisória 632.

Já conseguimos construir uma rede de parlamentares que entenderam que nosso pleito é justo.

Ontem, no início da noite, mais uma vez nós procuramos o deputado Paulão e conseguimos ser recebidos em audiência, pelo presidente da Câmara dos Deputados, o deputado Henrique Alves, do PMDB.

Na ocasião, o deputado Henrique Alves se comprometeu com o Dep Paulão, (PT/AL) que na próxima terça-feira, eles iriam procurar os líderes do governo para encontrar uma saida, “já que o nosso pleito é justo.”

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *