Governador promete intermediar solução para impasse no PAM Salgadinho

mulheres mulheres2[ mulheres3 mulheres4

Durante audiência com o governador Renan Filho para tratar da pauta feminista, realizada na tarde desta quarta-feira (16), a representante da Marcha Mundial das Mulheres em Alagoas e que também é presidente do SINDPREV-AL, Lúcia Maria Santos fez uma apelo para que o governo intermediasse uma saída para a grave crise da saúde vivida atualmente no PAM Salgadinho.

Lúcia disse que o Sindicato está convencido que a prefeitura de Maceió age com o claro objetivo de desmantelar o PAM. “Vemos atualmente que, apesar de liberados dois blocos para funcionamento, muito pouco foi feito pela Secretaria de Saúde para esse fim. Centenas de mulheres com câncer e HIV não estão sendo atendidas devidamente, exatamente por falta da estrutura mínima, que não existe no local’, afirmou Lúcia Santos.

O governador Renan Filho se mostrou solicito à reivindicação e prometeu procurar os gestores municipais para tentar encontrar uma saída para o caso. Inclusive, o governador reclamou que está encontrando dificuldade em viabilizar ações conjuntas com o município.

Pauta

A audiência teve forte presença feminina, com representações sindicais, movimentos feministas do campo e da cidade.

Veja a pauta do movimento:

Pauta

1.  Estruturas institucionais de Controle Social e de Promoção de Políticas para as Mulheres – (CEDIM e SEMUDH) – Ana Pereira;

2. Estratégias de enfrentamento a violência contra a Mulher – Marli Araújo e Dani Times;

3. Políticas de Saúde: (saúde da Mulher, enfrentamento ao racismo institucional, a lesbofobia e transfobia – Regina Lopes;

4. Política de equidade: atenção a mulher em situação de rua – Jorgina Sales;

5. Geração de renda, autonomia e PP para a mulher no Meio Rural – MMTRP-AL – Zezé Santos e Claudevânia Borges;

6. Política de Educação e formação continuada – Elvira Barreto, Marta Queiroz e Girlene Lázaro;

7. Juventude negra – políticas e ações afirmativas – Thatiane Nicácio;

8. Programa de atenção as mães das vítimas de homicídio. Marcha Mundial de Mulheres – Zezé Alves

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *