Greve geral de 30 de junho mobiliza trabalhadores da Seguridade Social

CNTSS/CUT participa de reunião da Executiva Nacional da CUT e apresenta a organização do Ramo nos estados para a greve geral
Escrito por: Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

O Ramo da Seguridade Social reafirma seu “sim” à participação na greve geral nacional marcada para 30 de junho pela CUT – Central Única dos Trabalhadores e demais Centrais Sindicais contra as reformas da Previdência e Trabalhista propostas pelo governo golpista de Michel Temer. A confirmação e a atualização da mobilização da categoria por todo o país foram apresentadas durante reunião ampliada da Executiva Nacional da CUT realizada na quinta-feira, 22 de junho, em São Paulo, cuja pauta foi exclusivamente a preparação da greve geral em todos os Estados.

A CNTSS/CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social foi representada por seu presidente, Sandro Cezar; secretária de Finanças, Célia Regina Costa; secretária de Mulheres e adjunta de Saúde do Trabalhador da CUT, Maria de Fátima Veloso; secretária de Saúde do Trabalhador e adjunta Geral da CUT, Maria Aparecida Faria; e a Diretora Executiva e secretária de Combate ao Racismo da CUT, Maria Júlia Nogueira. Sandro Cezar fez um breve balanço sobre a participação da categoria na greve geral de 28 de abril e uma avaliação sobre os preparativos para 30 de junho. As demais dirigentes também apresentaram um parecer sobre a mobilização específica em seus Estados e das categorias a que pertencem.

“Os trabalhadores do Ramo da Seguridade Social participaram ativamente da greve geral de 28 de abril. Conseguimos, inclusive, parar diversas Agências do INSS e unidades de saúde em boa parte do país. Há uma revolta muito grande dos profissionais deste Ramo com relação às medidas do governo do golpista de Michel Temer. Para a greve de 30 de junho, nossas entidades estão mobilizando suas bases por meio de assembleias, reuniões, manifestações, entre outras formas de organização. Há uma intensa participação na divulgação da greve para toda a sociedade. Vamos intensificar ainda mais nosso trabalho nestes próximos dias,” afirma o presidente da CNTSS/CUT.

A CUT Nacional aproveitou o encontro para apresentar a ferramenta disponibilizada em seu site (www.cut.org.br) para pressionar os parlamentares a votarem a favor dos trabalhadores e, assim, derrubar as reformas propostas pelo governo federal. O “Na Pressão” é um banco de dados que permite acessar os contatos de autoridades que irão decidir sobre projetos e leis. A proposta foi avaliada positivamente pelos dirigentes presentes à reunião. O encontro contou com representantes das CUTs estaduais e dos vários Ramos que compõem a Central. A reunião foi um momento importante para definir os últimos detalhes para o dia 30 de junho. Cada dirigente apresentou os avanços em seus estados nos preparativos para a greve.

Em entrevista ao site da CUT Nacional, o presidente da entidade, Vagner Freitas, destacou a importante vitória contra a Reforma Trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais. “Jamais o governo esperava que fosse perder a votação, com sua própria base votando contra, com senadores chamando Temer de corrupto e convocando Diretas Já! O que promoveu essa mudança foi nossa pressão e entramos quebrando o imenso apoio parlamentar, já que esse governo não tem qualquer apoio popular e social. Convocamos todas as centrais e todos os sindicatos para estarem nessa greve. Não acreditamos numa saída negociada com golpista. Apostamos na greve, no enfrentamento e na construção do dia 30. Suspender essa mobilização agora ajudaria o governo golpista no ataque aos trabalhadores e seus direitos,” destaca.

 

José Carlos Araújo

Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *