Justiça manda prefeitura de Maceió devolver dinheiro retirado de servidores do PAM Salgadinho

Por decisão do desembargador Tutmés Airan, a prefeitura de Maceió tem um prazo de 15, a contar do último dia 10 de maio, para devolver do dinheiro retirado ilegalmente dos salários dos servidores do PAM Salgadinho. Entre outras coisas, o desembargador considerou o prefeito de Maceió Rui Palmeira (PSDB) responsável pelos sucessivos descumprimentos de decisões da Justiça alagoana, estabelecendo uma multa de R$ 50 mil, caso seja novamente descontado os salários dos servidores que assinam livro de ponto por não estarem ainda no sistema eletrônico da prefeitura. Lembrando que essa foi uma importante vitória do SINDPREV-AL, através do seu Departamento Jurídico, que sempre esteve atento e preparado para defender os trabalhadores do PAM Salgadinho.

Clique aqui e acompanhe o processo judicial. http://www2.tjal.jus.br/cposg5/show.do?localPesquisa.cdLocal=900&processo.codigo=P00002YPR0000&processo.foro=900#

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *