Arquivo da categoria: Informativos

SINDPREV-AL agiliza processo judicial para garantir Insalubridade dos servidores da Saúde de Junqueiro

ivan

O Diretor Jurídico do SINDPREV-AL, Ivanildo Marques esteve na quinta-feira (9) no Fórum de Junqueiro em audiência com a Juíza titular para agilizar a ação judicial que pleiteia o pagamento do Adicional de Insalubridade para os servidores da Saúde Municipal – Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias (ACS e ACE).

Em uma breve reunião, realizada em frente ao próprio Fórum, o diretor do SINDPREV-AL informou aos trabalhadores que o processo está em fase final, aguardando apenas a decisão da magistrada sobre a solicitação do Sindicato, que é o pagamento aos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias a Insalubridade no Grau Médio, bem como os valores retroativos.

Entenda o caso:

O SINDPREV-AL considera que os Agentes Comunitários de Saúde e Endemias estão expostos a riscos tanto na integridade física, quanto na saúde em geral e mesmo assim não foram contemplados pelo laudo feito pela Prefeitura, responsável por classificar os graus de Insalubridade. Com isso, os trabalhadores acabaram sendo prejudicados no direito ao Adicional.
Ainda na reunião, a assessoria jurídica do SINDPREV-AL, Ana Carolina Costa fez uma breve explanação aos servidores sobre os encaminhamentos jurídicos adotados na ação e marcou para depois de 15 dias retornar ao Fórum para outras providências, caso o pleito não tenha seja julgado.

ivan ivan2 ivan3 ivan4 ivan5

 

Trabalhadores do INSS de Alagoas realizam atos e paralisações em protesto contra reformas de Temer e em defesa do Serviço Público

tabuleiro4
Ato na APS Tabuleiro (antigo Monte Máquinas)

tabuleiro tabuleiro2 tabuleiro3 tabuleiro4

Desde o início da manhã desta sexta-feira que o SINDPREV-AL está nas ruas para mobilizar a categoria para combater a retirada de direitos promovida pelo governo ilegítimo do Sr. Michel Temer. A estratégia é alertar a população sobre os malefícios das tais reformas e os prejuízos para as próximas gerações de brasileiros.

Na APS do INSS do Tabuleiro foi realizado um ato público na agência, com a paralisação dos trabalhos por uma hora. Outras APS devem seguir a mesma estratégia neste dia Nacional de protesto pela garantia dos direitos dos trabalhadores brasileiros.

As centrais sindicais de Alagoas realizam grande passeata pelo Centro de Maceió nesta manhã de sexta-feira. A concentração dos manifestantes é na Praça Sinimbu.

Ato na APS Jatiúca

a curso a curso2 a greve 4 a greve 6 a greve a greve2 a greve3 a greve5 a greve6 a greve7

a nova greve a nova greve2 a nova greve3

Ato APS Ary Pitombo

inss inss2 inss3 inss4 inss5 inss6 inss7 inss8 inss9 inss10 inss11 inss12

Saiba Mais:

Não à nova Lei Trabalhista!

A nova lei trabalhista (Lei nº 13.467/17), que entra em vigor no dia 11/11/2017, precariza as relações de trabalho e dá autonomia aos patrões para negociarem o que quiserem com seus empregados, como: aumento da jornada de trabalho, redução de salários, diminuição do intervalo de almoço, férias, 13º salário etc. Tudo isso poderá ser negociado diretamente, sem a intervenção do Sindicato.

Esta lei barateia a mão de obra, legaliza o “bico” e tira do trabalhador e da trabalhadora o direito à proteção, enquanto os patrões aumentam seus lucros à custa desta exploração.

Não à Reforma da Previdência !

O governo quer retomar o debate no Congresso sobre a reforma da Previdência. Esta medida é um crime contra a sociedade brasileira e prejudica, principalmente, os mais pobres.
O argumento de que existe déficit na Previdência é falso. A Previdência está inserida no sistema público de Seguridade Social, que além da Previdência, engloba também Assistência Social e Saúde.

O governo não apresenta os cálculos exclusivos de Previdência, não apresentou nenhuma auditoria específica e muito menos divulga a lista de empresas devedoras do INSS – que são muitas e devem milhões.

Governo quer legalizar o trabalho escravo!

É inadmissível, inconstitucional e desumano alterar o conceito de trabalho escravo na legislação brasileira, pois o país, que hoje é referência mundial na luta contra esse crime, enfraquece sua ação de fiscalização e punição contra os maus empregadores.

Com essa atitude, o governo, que já havia virado as costas para a população brasileira com a aprovação das alterações na legislação trabalhista, agora reitera que desenvolvimento sustentável e justiça social são apenas palavras e que estas não fazem parte dos seus planos, muito menos do seu vocabulário.

Exigimos a revogação da Portaria nº 1.129, do Ministério do Trabalho que, na prática, dificulta o combate ao trabalho escravo no país.

Sindicato visita INSS de Penedo e Arapiraca intensificado a mobilização contra as reformas de Temer

aps3

aps aps2 aps3 aps4 aps5 aps6 aps7

Diretores do SINDPREV-AL estiveram visitando as Agências do INSS de Penedo e Arapiraca nesta quarta-feira (8). As visitas fazem parte do esforço de mobilização para a paralisação do dia 10 (Sexta-feira) em todo o país contras as reformas de Temer. Servidores públicos de todo o Brasil devem cruzar os braços como forma de protesto pela tentativa do governo ilegítimo de retirar direitos dos trabalhadores.

Nossa luta é:

Em defesa dos serviços públicos!
Nenhum direito a menos
Revogação do PDV!
Contra o PL 116/17 – demissão por avaliação negativa (Fim da estabilidade)
Contra o congelamento dos salários
Contra a Reforma da Previdência
Contra o aumento da contribuição previdenciária de 11% para 14%
Pela revogação da Reforma Trabalhista

SINDPREV-AL cobra solução para o problema dos servidores da SRTE e exige melhores condições de trabalho

srte2

Em reunião nesta segunda-feira (6) com Superintendente do Ministério do Trabalho em Alagoas, Antônio Carlos de Almeida Barbosa o SINDPREV-AL cobrou uma solução definitiva quanto ao prédio-sede do órgão, que foi interditado pelo Corpo de Bombeiros por apresentar risco à vida dos servidores e do público em geral. Atualmente os trabalhadores da SRTE estão no prédio Walmap, no Centro de Maceió, mas o local também apresenta uma série de problemas. Por fim, os diretores do Sindicato exigiram rapidez na solução do problema e melhores condições de trabalho no órgão.

Participaram os diretores: Severina e Luciano, Célio Santos, George Rolim e Ronaldo Alcântara.

srte srte2  srte4

Página 2 de 23012345...102030...Última »