Paralisação de 48 horas: Servidores (as) da Saúde e Assistência Social de Piranhas exigem respeito

piranhas

Companheiros (as) estamos cansados da falta de comprometimento por parte dos gestores municipais para conosco, que somos servidores da Saúde e Assistência Social de Piranhas. Por inúmeras vezes tentamos um diálogo, onde sentaríamos à mesa para negociar nossas reivindicações, mas, infelizmente, o gestor municipal não cumpriu com suas obrigações e, simplesmente, não compareceu à reunião marcada, sem dar qualquer tipo de justificativa plausível.
Em todo momento deixamos claro que queríamos negociar, mas que também poderíamos partir para uma paralisação ou mesmo greve por tempo indeterminado, caso não fôssemos recebidos.
Infelizmente, diante desse quadro de total falta de respeito, não nos resta outra alternativa a não ser decretar uma paralisação de 48 horas, nos dias 30 e 31 de julho/2014.
Continuamos a luta pela implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), para Servidores da Saúde e Assistência Social do nível fundamental ao superior.
Queremos ainda respeito e tratamento digno nas nossas reivindicações, que são justas e merecem ser atendidas pelos gestores municipais.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *