População e servidores protestam contra falta de condições em posto de saúde de Maceió

IMG_4732 IMG_4733 IMG_4734 IMG_4735 IMG_4736 IMG_4737 IMG_4738 IMG_4739 IMG_4740

Moradores do bairro Clima Bom e servidores realizam um ato público pela melhoria das condições de trabalho e de atendimento à população usuária da Unidade de Saúde Dr. Djalma Loureiro. A direção do SINDPREV se fez presente com a participação dos diretores: Lúcia, Olga, Valda e Lorão. Tivemos ainda a participação de representantes de base do SINDPREV: Pacifer e Bruno.

Também participaram da manifestação o Fórum em defesa do SUS, Consulta popular e Pastoral do idoso.
O protesto foi em defesa do SUS, contra o fechamento do PAM SALGADINHO, as OSs, contra o sucateamento e abandono dos postos de saúde, bem como a falta de políticas públicas na saúde.

Carta Denúncia à população da grave situação em que se encontra o Posto de Saúde Dr. Djalma Loureiro

Entendemos que Atenção Básica é essencial a qualidade de vida de qualquer comunidade, pois sem  prevenção e promoção à saúde toda população fica desprotegida e vulnerável as doenças e agravos, superlotando, assim, os hospitais de emergência da cidade. Por isso, denunciamos a falta de prioridade e investimentos na Atenção Básica a saúde. O fechamento do maior Posto de saúde de Alagoas, o Pam Salgadinho é um dos maiores exemplos de descaso com a saúde pública, pois suas condições precárias vinham sendo denunciadas há muitos anos sem que nenhuma providência fosse tomada por parte dos gestores responsáveis. Agora a gestão atual resolveu fechar totalmente o Pam Salgadinho para desespero dos funcionários e usuários. Por isso, não podemos deixar que os serviços de saúde sejam sucateados e precarizados. Nossa luta é por melhorias nas condições de trabalho, mais recursos humanos e físicos para o nosso Posto de saúde.

Por tudo isso, reivindicamos:
·     * A volta dos atendimentos Odontológicos, que apesar de existir dois profissionais,  o serviço não funciona há mais de três anos por falta de material  e condições  físicas adequadas;
·    * Construção de um salão de reunião para as atividades educativas de promoção à saúde, para realização de palestras e atividades terapêuticas diversas essenciais a saúde coletiva (Grupo Hiperdia, grupos de gestantes, adolescentes, etc);
·    * Contratação de mais Enfermeiros, Médicos Clínicos e Médicos especialistas como, Ginecologista, Geriatra e Psiquiatra;
·    * Melhorias no sistema de marcação do CORA, para agilizar com rapidez as marcações de consultas e exames;
·    * Manutenção constante da estrutura física do posto, como substituição de cerâmicas quebradas,pintura das paredes externas, substituição de várias janelas enferrujadas, revisão nas instalações hidráulicas, troca de fechaduras, enfim, tudo que for necessário para o bom funcionamento do Posto de saúde;
·    * Reposição constante de materiais e insumos indispensáveis para o funcionamento dos serviços como, papel, água mineral, material para sala de curativo, etc.
* Aquisição de medicamentos básicos

Repudiamos:
* O fechamento do Pam Salgadinho que trouxe inúmeros prejuízos aos usuários e trabalhadores.
* Qualquer forma de privatização da saúde pública, através das OSs (Organizações sociais) e das terceirizações, pois entendemos que saúde pública não é mercadoria e não deve ser geradora de lucros;

Conselho Gestor de Saúde da Unidade Básica Djalma Loureiro

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *