Proposta de reajuste do governo não cobre nem as perdas com a inflação

Nas últimas reuniões com a CNTSS e demais entidades, o secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, reafirmou que a proposta do governo é aplicar o percentual de 5% anuais, no nos anos de 2013 a 2015, de forma cumulativa, o que totaliza 15,8% de reajuste em três anos.

Apesar de dizer que o governo está aberto para negociar, a tendência é apenas elaborar um “acordo” nestes termos, solicitando a assinatura das entidades.

Os dirigentes sindicais e integrantes do Comando de Greve reforçaram  a proposta de equiparação salarial dos servidores do MS com a categoria do Seguro Social.

E lembraram que o governo havia assumido o compromisso de fazer correções das tabelas das carreiras com menores salários. E até o momento, não cumpriu sua palavra. No decorrer desta semana, o Sindsprev e a CNTSS vão continuar pressionando e acompanhando o desfecho final deste embate com o governo Dilma.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *