Servidores “fecham” o HGE para cobrar aumento salarial

27 de fevereiro de 2013 • 11h26

Cerca de 200 servidores do Hospital Geral do Estado (HGE) cruzaram os braços na manhã de hoje e estão impedindo o atendimento de pacientes na unidade. Eles cobram melhores condições de trabalho, que inclui realização de concurso público para aumentar o quadro e acabar com a sobrecarga, e reajuste salarial. Ainda não há previsão para o fim da paralisação.

Valda Lima, diretora do Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social e Trabalho no Estado de Alagoas (Sindprev/AL), afirma que os servidores estão concentrados na entrada do HGE e que apenas pacientes com risco de morte poderão entrar na unidade. “Os demais devem retornar para a unidade de Saúde de origem. É a única alternativa para chamar a atenção do governo para as nossas reivindicações. Nossa situação é muito crítica”, garante Valda.

Os servidores exigem a presença de representantes da Secretaria de Gestão Pública (Segesp) para negociar o reajuste salarial de 38%, tendo como base o retroativo de 2007, e a melhoria nas condições de trabalho.

 

Matéria retirada do site Mais.al

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *