Sindprev realiza grande manifestação em Palmeira em defesa da saúde pública

passeata23

Na última quarta-feira (28), o SINDPREV realizou uma grande manifestação em Palmeira dos Índios para exigir o cumprimento de acordo firmado no ano passado com a prefeitura municipal, que foi intermediado pelo Ministério Público. Veja fotos e logo abaixo uma carta aberta à população de Palmeira.

passeata passeata2 passeata3 passeata4 passeata5 passeata6 passeata7 passeata8 passeata9 passeata10 passeata11 passeata12 passeata13 passeata14 passeata15 passeata16 passeata17 passeata18 passeata19 passeata20 passeata21 passeata22 passeata23 passeata24

Mais uma vez os (as) servidores (as) da Saúde de Palmeira dos Índios recorrem a uma paralisação das atividades para reivindicar seus direitos e cobrar melhores condições de trabalho e de atendimento.
Como todos sabem, no ano passado realizamos uma intensa mobilização, culminando em uma greve histórica na cidade. Ao final da mobilização, o prefeito se comprometeu com os (as) servidores e com o Ministério Público em atender as reivindicações. Infelizmente, nada foi cumprido. Amargamos atrasos no pagamento de salários e a Saúde está um verdadeiro caos. Isso sem falar que os (as) servidores estão há mais de quatro anos sem qualquer tipo de reajuste, além de atrasos no pagamento de três datas-base.
Tudo isso em um cenário, onde já sabemos que o Governo Federal repassa a Palmeira dos Índios todo ano, cerca de R$ 33.000.000,00 (TRINTA E TRÊS) MILHÕES de reais para serem aplicados na implementação dos programas de saúde.
No entanto, como as denúncias COMPROVADAS pelo Ministério Público demonstram, as unidades de saúde de Palmeira dos Índios estão em estado de calamidade absoluta. Sofre o povo e sofrem os (as) servidores (as).
Impera o caos e o improviso! São os próprios funcionários e a população que estão se cotizando e contribuindo para não permitir que as unidades fechem completamente as portas.
Greve e paralisação são últimos recursos usados pelos trabalhadores para forçarem os gestores a negociar. Não é nossa intenção paralisar as atividades, porém estamos sendo forçados a isso pelo continuado descaso do atual prefeito. Portanto, não vemos outra forma de tentar sensibilizar e chamar a atenção do gestor municipal para negociar.
Nossa luta é um alerta para a situação insustentável da Saúde em Palmeira. Estamos pedindo socorro à população para que se una a nós em mais essa batalha por dignidade e respeito.
O povo precisa saber de quem é a culpa por faltar vacinas, medicamentos, e pelo caos na estrutura de saúde e por gerar atrasos de mais de DOIS ANOS para a realização de exames ginecológicos básicos.
É uma vergonha. É um escândalo. É necessário ação e solução para todo esse caos.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *