Sindsprev/PE e CNTSS/CUT apresentam pesquisa da UNB sobre gestão produtivista do INSS

Reunião faz parte de uma série de atividades que o Sindsprev PE dará continuidade para conquistar um novo modelo de gestão humanizado para o INSS

cntss

Na terça-feira (19/05), em Brasília, a CNTSS/CUT e o Sindsprev-PE reuniram-se com a presidenta do INSS, Elisete Berchiol, e outros representantes do órgão. Participaram os dirigentes do Sindicato Irineu Messias, Luiz Eustáquio, Leozina Barbosa e Antonio Paz, além do diretor da CNTSS/CUT, Célio dos Santos.

Inicialmente, dirigentes do Sindicato explicaram os objetivos da pesquisa sobre o modelo produtivista de gestão do INSS, baseado em metas inatingíveis, que vem provocando graves danos à saúde dos servidores. O que é agravado, em grande parte, pelas condições precárias de trabalho. O trabalho foi elaborado por especialistas da Universidade de Brasília (UNb), em parceria com o Sindsprev-PE.

Em seguida, a professora da Universidade de Brasília (UNb), Ana Magnólia, apresentou os resultados da pesquisa sobre “Gestão dos Riscos Psicossociais Relacionados ao Trabalho”, realiza pela UNb e Sindsprev com servidores do INSS de Pernambuco.


Após as argumentações das duas partes envolvidas, trabalhadores e governo, foi obtido o seguinte resultado: participação da CNTSS/CUT no Fórum de Negociação sobre o modelo de gestão do INSS, onde deverão ser apresentadas soluções para os problemas que prejudicam a categoria e a qualidade do atendimento aos usuários.

Esta reunião faz parte de uma série de atividades políticas que o Sindsprev PE dará continuidade para conquistar um novo modelo de gestão humanizado para o INSS. Entre elas, o Sindicato vai lançar e divulgar uma cartilha sobre o tema no próximo mês de junho. Também será realizada uma audiência pública na Câmara Federal para denunciar os problemas sofridos pelos servidores do INSS.

Pelo INSS, participaram também o diretor de Saúde do Trabalhador, Sérgio Carneiro; diretor de Gestão de Pessoas, José Nunes; auditor-geral substituto, Álvaro Gonçalves; procurador-chefe, Alessandro Stefanutto, entre outros.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *