Category Archives: Jurídico

Nova diretoria do SINDPREV-AL é eleita com 97,83% dos votos

eleição6

Em mais uma grande demonstração de ação democrática, a nova diretoria do SINDPREV-AL, gestão Unidos Somos Mais Fortes, foi eleita com 97,83% dos votos válidos na eleição realizada nesta quinta-feira (25). O companheiro Célio dos Santos vai ser o novo presidente do Sindicato, cuja diretoria deve tomar posse no próximo mês de outubro/2016.

O resultado final é o seguinte:

Chapa Unidos Somos Mais Fortes: 2.845

Nulos: 19

Brancos: 45

Total de votantes: 2.908

eleição eleição2 eleição3 eleição4 eleição5 eleição6 eleição7 eleição8 eleição9 eleição10 eleição11

PRESIDENTE – Célio dos Santos
VICE-PRESIDENTA – Lúcia Maria dos Santos
SECRETARIA GERAL Abidias Vicente de Oliveira
1ª. SECRETARIO Alvaro Antonio Mazoni Braxynski
SECRETARIA DE FINANÇAS Cicero Lourenço da Silva
1ª. SECRETARIO FINANÇAS Adeildo Bernaldo da Silva
SECRETARIA DE ADM. ORGANIZAÇÃO E INFORMÁTICA Juarez Luiz dos Santos Teixeira
SEC. ADJUNTA Marlene Barbosa da Silva
SECRETARIA DE POLITICAS SOCIAIS Francisco Ricardo Correia Mata
SEC. ADJUNTO Lourival Marques da Silva Filho
SECRETARIA DE ASSUNTOS DOS APOSENTADOS Maria Jose Souza Moura
SEC. ADJUNTO Selma Reis Silva
SECRETARIA DE JUVENTUDE Alessandra Maria da Rocha
SEC. ADJUNTO Livia Dias Quintela
SECRETARIA DE RELAÇÕES DO TRABALHO Maria Aparecida Flores
SEC. ADJUNTO Solange Batista das Chagas
SECRETARIA DE RELAÇÕES NÚCLEOS REGIONAIS/MUNICIPAIS Sidines da Silva
SEC. ADJUNTO Altamir da Silva Oliveira
SECRETARIA DE IMPRENSA E COMUNICAÇÃO Olga Chagas Costa
SEC. ADJUNTO Luciano de Farias Rodrigues
SECRETARIA DA MULHER Andreia Malta Brandão Rodrigues
SEC. ADJUNTA Gizélia Maria da Silva Gomes
SECRETARIA DE SAÚDE TRABALHADOR Manasses Silva de Santana
SEC. ADJUNTO Maria de Fatima Freire Oliveira
SECRETARIO DE ASSUNTOS JURÍDICOS Gorete da Silva Nascimento
SEC. ADJUNTO Ivanildo José Marques
SECRETARIA DE FORMAÇÃO SINDICAL Ronaldo Algusto de Alcantara
SEC. ADJUNTO George Rolim De Moura Filho
SECRETARIA DE ESPORTE E LAZER Manoel Moises Ferreira Calheiros
SEC. ADJUNTO Cicero José da Silva
SECRETARIA DE SEGURIDADE SOCIAL Alessandra Buarque de Araújo Silva SEC.
SEG. SOCIAL ADJUNTA Lourivalda Lima Alves

Suplentes De Diretoria 2016 – 2019
1)    Petrucio Silva Oliveira
2)    Roseane Lins Palmeira Carvalho
3)    Luciano Cristopher Castro do Nascimento
4)    Idailza dos Santos Beirão
5)    João de Cabral Tenório Costa
6)    Aldo de Freitas Ferreira
7)    Maria Madalena Rodrigues Guedes
8)    Elza Mendes Pires
9)    Maria Neuza Dantas Feitosa

Conselho Fiscal
Titulares: WALMIR DE ALMEIDA SANTOS, ROSÂNGELA DE ARAUJO TELLES,  ESTELA MARCIA CORREIA MATA

Suplentes: Rosa Yasue Okita, Severina Rocha do Nascimento, Jason Alves Pinheiro

Participe da eleição do SINDPREV no dia 25 de agosto – quinta-feira

eleição2

chapa7 (2)

Estamos vivendo momentos tenebrosos para os/as trabalhadores/as brasileiros, particularmente no serviço público com a real ameaça de perda de direitos conquistados há muitos e muitos anos. Destruição do Ministério da Previdência, sucateamento do INSS e outros órgãos federais. Em nível estadual temos também outras mazelas, como a recente intenção do governo de congelamento de salários. No âmbito municipal continuamos a viver o caos em praticamente todas as cidades no que se refere a Seguridade Social (Saúde e Assistência Social).
Por isso, estamos nos colocando, mais uma vez, para a apreciação do conjunto da categoria como força diretiva do SINDPREV-AL, considerado um dos mais fortes e pujante sindicatos de Alagoas.
Nossa direção conseguiu reerguer a nossa entidade, dotando-a de uma superestrutura organizativa, preparada para agir em todos os cantos de Alagoas em defesa do serviço público. Neste mesmo campo, somos responsáveis pela manutenção dessa estrutura, inclusive ampliando-a, como é o caso de novas áreas de lazer (Arapiraca e Barra de São Miguel) e várias sedes administrativas em regionais espalhadas pelo Estado.
Por fim, queremos apresentar o nome do companheiro Célio dos Santos, como candidato a presidente do nosso SINDPREV-AL. Sindicalista experiente, tem se destacado nos últimos anos como importante representante da nossa categoria em negociações em Alagoas e também em Brasília. Temos a convicção que Célio dos Santos nos representa para mais essa fase do Sindicato, unindo a diretoria em torno de um projeto vencedor de combate insistente a qualquer medida que venha a retirar direitos da categoria. Vamos à luta, compreendendo que o momento exige união de todos/as em torno da nossa entidade sindical.

PRESIDENTE Célio dos Santos VICE-PRESIDENTA Lúcia Maria dos Santos SECRETARIA GERAL Abidias Vicente de Oliveira 1ª. SECRETARIO Alvaro Antonio Mazoni Braxynski SECRETARIA DE FINANÇAS Cicero Lourenço da Silva 1ª. SECRETARIO FINANÇAS Adeildo Bernaldo da Silva SECRETARIO DE ADM. ORGANIZ. INFORMATICA Juarez Luiz dos Santos Teixeira SEC. ADJUNTA Marlene Barbosa da Silva SECRET. POLITICAS SOCIAIS Francisco Ricardo Correia Mata SEC. ADJUNTO Lourival Marques da Silva Filho SECRET. ASSUNTOS APOSENTADOS Maria Jose Souza Moura SECRET. ADJUNTO Selma Reis Silva SECRETARIA DE JUVENTUDE Alessandra Maria da Rocha SEC. ADJUNTO Livia Dias Quintela SECRETARIA RELAÇÕES TRABALHO Maria Aparecida Flores SECRET. ADJUNTO Solange Batista das Chagas SECRET. RELAÇOES NUCLEOS REGION/MUNIC. Sidines da Silva SECRETARIO ADJUNTO Altamir da Silva Oliveira SECRET. IMPRENSA E COMUNICAÇÃO Olga Chagas Costa SECRET. ADJUNTO Luciano de Farias Rodrigues SECRETARIA DA MULHER Andreia Malta Brandão Rodrigues SECRET. ADJUNTA Gizélia Maria da Silva Gomes SECRETARIA SAUDE TRABALHADOR Manasses Silva de Santana SECRET. ADJUNTO Maria de Fatima Freire Oliveira SECRETARIO DE ASSUNTOS JURIDICOS Gorete da Silva Nascimento SECRET. ADJUNTO Ivanildo José Marques SECRETARIA DE FORMÇÃO SINDICAL Ronaldo Algusto de Alcantara SEC. ADJUNTO George Rolim De Moura Filho SECRET. ESPORTE LAZER Manoel Moises Ferreira Calheiros SECRET. ADJUNTO Cicero José da Silva SECRETARIA DE SEGURIDADE SOCIAL Alessandra Buarque de Araújo Silva SEC. SEG, SOCIAL ADJUNTA Lourivalda Lima Alves

Conselho Fiscal
Titulares: WALMIR DE ALMEIDA SANTOS, ROSÂNGELA DE ARAUJO TELLES, ESTELA MARCIA CORREIA MATA

Suplentes: Rosa Yasue Okita, Severina Rocha do Nascimento, Jason Alves Pinheiro

Suplentes De Diretoria 2016 – 2019
1) Petrucio Silva Oliveira
2) Roseane Lins Palmeira Carvalho
3) Luciano Cristopher Castro do Nascimento
4) Idailza dos Santos Beirão
5) João de Cabral Tenório Costa
6) Aldo de Freitas Ferreira
7) Maria Madalena Rodrigues Guedes
8) Elza Mendes Pires
9) Maria Neuza Dantas Feitosa

Participe das reuniões dos/as aposentados/as todas as QUINTAS-FEIRAS

aposentados

Você pode participar de um encontro muito legal. Todas as quintas-feiras a Secretaria de Aposentados do SINDPREV-AL e a ASAPS-AL realizam atividades voltadas aqueles/as que construíram o serviço público em Alagoas. Os encontros acontecem na Casa do Aposentados, localizada na Rua Godofredo Ferro, 171, Centro. Você também pode entra em contato através do fone: 3346 1561.

A organização do encontro fica por conta da Secretaria de Aposentados, tendo à frente Maria Moura, com o apoio decisivo de Selma Reis e Rosângela Telles.

Durante os encontros são dados informes jurídicos e de outras áreas de interesse dos aposentados e pensionistas da Seguridade Social.

 

CNTSS/CUT apresenta pauta dos servidores para presidente do INSS

inss3
Em defesa da Seguridade Social, dirigentes reiteram que a extinção do Ministério da Previdência Social não é e não será aceita pelos trabalhadores
Escrito por: Sintfesp GO

Os dirigentes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS/CUT) dos Estados de Goiás, Bahia, Sergipe, Paraíba e Mato Grosso do Sul se reuniram com o atual presidente do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social, Leonardo Gadelha, e sua equipe gestora, na manhã de quarta-feira (3), em Brasília. O presidente da CNTSS/CUT, Sandro Alex, abriu a audiência destacando que “os servidores do INSS têm um compromisso com a instituição e com a sociedade, eles continuam cumprindo seu papel atrás dos balcões do INSS e isso precisa ser ponderado, independente do governo em vigência”.

Além dos depoimentos sobre a falta de estrutura das APS’s, também foram discutidos a nova estrutura do INSS e MDSA; As relações de trabalho no MDSA; As revisões de benefícios anunciados pela MP 739 (que trata dos benefícios de auxílio-doença, acidente de trabalho e aposentadorias por invalidez e LOAS por incapacidade) e a participação dos técnicos do seguro social e assistentes sociais; Plano de Reposição da greve 2015; Plano de Ação de 2016; GDASS, REAT, IN-74 e os grupos de trabalho; retirada da insalubridade; exames periódicos; servidores do conselho das juntas do seguro social; e 30 horas para as PEC’s, concessões de aposentadorias e abono de permanência e os impactos dos códigos de greve e a prorrogação do último concurso.

Em vários momentos da discussão, os representantes da categoria questionaram como apresentar bons resultados sendo que não há um suporte adequado do INSS para os servidores. “Como ter excelência no atendimento se não existem condições de trabalho? Com a mudança do INSS para o novo Ministério o clima é de insegurança, pois não é possível saber qual o destino dos trabalhadores na instituição onde estão há mais de trinta anos, além disso, está sendo feito um grande esforço para atender a demanda. Outro problema é a questão emocional que está afetando a saúde dos servidores”, externaram.

Veja abaixo os outros assuntos que foram discutidos e os encaminhamentos:

Extinção do Ministério da Previdência Social

A extinção do Ministério da Previdência Social não é e não será aceita pelos servidores e por nós, defensores da Seguridade Social. O presidente do INSS, Leonardo Gadelha, disse que o momento é fazer esse novo modelo dar certo, mas caso não funcione perfeitamente voltará à estrutura anterior. Ele diz ainda saber que o orçamento destinado ao INSS é o mínimo suficiente para fazer a máquina funcionar.

MP 739/16

De acordo com o presidente do INSS, a previsão do pagamento financeiro aos médicos peritos foi prevista no Ministério Público porque a negociação com a classe permitiu que as revisões sejam realizadas a partir da preparação do sistema.

Nos casos de necessidade de trabalho dos técnicos, analistas e assistentes sociais, a equipe está discutindo os meios legais para garantir a participação de todos os profissionais.

Situação dos assistentes socais no contexto da nova estrutura

De acordo com o presidente não haverá nenhuma mudança neste sentido e destacou que as assistentes sociais continuarão prestando as suas atribuições nas agências da Previdência Social e lembrou que caso haja alguma mudança, ela precisará ser feita por meio da aprovação de uma lei no Congresso Nacional. A CNTSS/CUT reiterou que é necessário e fundamental que qualquer mudança seja anunciada em primeiro momento para as entidades representantes da categoria.

Insalubridade

Questionados sobre os cortes de insalubridade, foi explicado que está em análise em um Comitê Gestor com dois representantes do Ministério do Trabalho, do MPOG e do INSS para fazer a revisão da Orientação Normativa nº 6. Neste momento o que está sendo feito é o laudo ambiental. A CNTSS/CUT lembrou que essa pauta foi negociada na greve do ano passado e na oportunidade Sandro sugeriu que esse debate fosse sendo feito no Ministério da Saúde e a proposta aprovada foi fazer um laudo coletivo.

A CNTSS/CUT solicitou que insalubridade não seja retirada antes de concluir o trabalho deste grupo e que as conclusões sejam apresentadas para as Entidades Nacionais antes de ser anunciadas para categoria, além de que toda e qualquer discussão em torno disso, seja discutida com a categoria e seus representantes. Foi sugerido também que a mesma metodologia seja aplicada no INSS.

CAD Único – Cadastro Único

A diretoria do INSS explica que há dois anos está sendo discutido o Cad Único, contudo nada impedirá que a porta de entrada dos benefícios assistenciais seja no INSS. Mais uma vez, a CNTSS/CUT reafirmou que as mudanças que impactam a vida funcional e as relações de trabalho sejam discutidas com os trabalhadores nos locais de trabalho e concluiu: “não queremos receber surpresas de um dia para outro com mudanças que afetam o cotidiano de nosso trabalho, mudanças serão bem-vindas desde que para melhorar as condições de trabalho”.

GDASS

Quanto ao pagamento do atual ciclo da GDASS institucional, o presidente do INSS informou que a mensuração para setembro fica estabelecida o IMA/GDASS Brasil em 67 dias. Ainda de acordo com a equipe diretiva do INSS, o grupo de trabalho que conta com a participação das entidades, irá discutir a revisão da metodologia de uma nova forma de mensuração de avaliação institucional.

Carga horária de 30 horas

Foi exposto ao INSS que os servidores não possuem condições emocionais para receberem carga horária maior que a atual, ou seja, 30 horas semanais. Algumas agências estão no REAT – Regime Especial de Atendimento em Turnos e as condições exigidas para permanência no mesmo, além das demais APS’s que não tiveram oportunidade de aderir ao REAT e estão fora por força das exigências legais impostas pela instituição.

O trabalho no INSS de segunda a sexta-feira é desgastante e expor os trabalhadores e trabalhadoras, além dos segurados, o dia todo nas agências em condições desumanas tem provocado constantes afastamentos por adoecimentos e conflitos entre os servidores e os segurados. Na verdade, o ambiente de trabalho é tenso e de irritabilidade constante.

De acordo com o presidente Gadelha, a equipe está estudando as alterações na Resolução de adesão ao REAT com possibilidade de que o chefe de benefício tenha direito de fazer seis horas e um deflator da lotação ideal de 10 ou 20%.

30 horas para as PEX

Foi solicitado também a análise do pedido de alteração no horário de atendimento das Agências da Previdência Social para turno único e ininterrupto de seis horas, funcionando entre as 7h e 12h, o que, inclusive, geraria redução de gastos de custeio da administração pública. Em resposta, a equipe do INSS disse que está sendo avaliado no Ministério do Planejamento.

Exames periódicos

Já se encontra nas Gerências Executivas a autorização para os procedimentos de realização dos exames periódicos, inclusive em convênio com a GEAP em todo Brasil. Portanto, cabe as gerências executivas aderirem ao convênio e programar a realização dos mesmos. A CNTSS/CUT orienta que os Sindicatos Estaduais procurem os gerentes executivos para colocarem em execução os procedimentos dos exames periódicos.

Plano de reposição da greve

Perguntado sobre o plano de reposição da greve de 2015, a equipe gestora do INSS informou que aproximadamente 94% dos servidores já pagaram seus débitos da greve em pontos/processos, restando apenas 6%.  Destacou ainda que o prazo para finalizar essa modalidade finaliza no dia 22 de agosto deste ano.

Só haverá prorrogação na data caso seja provocado por alguma das entidades nacionais e disseram que os servidores do INSS devem ficar atentos, pois o Sistema de Registro e Acompanhamento de Reposição irá fechar e ninguém mais terá acesso.

A CNTSS/CUT orienta aos sindicatos estaduais a procurarem a gerência executiva para se informarem sobre a situação de cada agência e de cada servidor que participou da greve.

As relações de trabalho no INSS

A CNTSS/CUT informou ao presidente que o INSS deve intervir nos conflitos entre as categorias, uma vez que as relações de trabalho devem ser pacificadas e não é isso que está acontecendo entre os servidores médicos peritos, os assistentes sociais e administrativos.

Esse tema foi exaustivamente discutido na mesa sobre os servidores, em especial as assistentes sociais, que vêm sendo agredidas em um blog e nas redes sociais pelo exercício profissional das atribuições a que estão submetidas.

A CNTSS/CUT entende que essa é uma relação delicada, mas que dará o devido tratamento, inclusive, levando, se for o caso, para a esfera judicial com intuito de garantir o respeito nos locais de trabalho para os servidores técnicos, analistas e assistentes sociais.

O objetivo é o atendimento de qualidade à população, garantindo os direitos às políticas de assistência social e previdenciária a todos os cidadãos e cidadãs que procuram INSS.

Prorrogação das chamadas do concurso do INSS

Os dirigentes solicitaram a alteração do prazo de validade do último concurso para provimento de vagas de Técnicos e Analistas do Seguro Social. Em resposta, o INSS disse haver possibilidade de prorrogar por igual período da validade do certamente, que é de um ano.

Escrito por: Simonny Santos 

Assessoria de Imprensa do Sintfesp GO

Ministério Público solicita que TCE-AL esclareça aplicação da lei eleitoral na área de saúde municipal

mp

mp

Uma reunião realizada nesta segunda-feira (01) com o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE-AL), Ancelmo Roberto de Almeida Brito, que contou com as presenças do Procurador Municipal de Viçosa, Anderson Cláudio e representantes do SINDPREV-AL, os diretores Chico Mata e Sidines Silva ficou definido que o Tribunal irá emitir orientação aos municípios sobre a aplicação da lei eleitoral, particularmente no setor de Saúde. Essa orientação do TCE-AL será precedida de um pedido formal de consulta do Ministério Público Estadual.

 

Página 1 de 1412345...10...Última »