A luta continua. Servidores de Maceió rejeitam proposta da prefeitura de 3% e mantêm luta pelos 15% de reajuste salarial

Em Assembleia Unificada realizada nesta quinta-feira (14) os trabalhadores municipais de Maceió rejeitaram a proposta insuficiente da prefeitura de apenas 3% (Sendo 2% agora e 1% no mês de novembro).

Com isso, todas as categorias unidas devem continuar com a proposta inicial no percentual de 15%, referente as perdas salariais de 2017 e 2018. A mobilização deve ser intensificada nos locais de trabalho, chamando as categorias para a luta em defesa de um salário digno para todos.

Após a Assembleia, os trabalhadores decidiram seguir em caminhada para a porta da Secretaria de Gestão, onde deve acontecer um ato público.

Print Friendly, PDF & Email

Um comentário

  • É relevante observar que, além de sobrecarregar a prefeitura de contratado, essa gestão tem reajustado com percentuais significativos iptu…taxa de iluminação publica….como equacionar o aumento acintoso de nossas despesas com um salário congelado. Se não há recursos para pagar aos concursados dignamente, como tem sido pagos esse amontuado de contratados???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *