Alunos são impedidos de entrar em escola estadual e se revoltam

Direção alega que estudantes não estão trajando uniforme escolar da Escola Geraldo Melo

 

21/10/2013

Gazetaweb

 

Alunos da Escola Estadual Geraldo Melo dos Santos foram impedidos de assistir aula, na manhã desta segunda-feira (21) e, mais uma vez, revoltaram-se. Os estudantes não puderam entrar na instituição de ensino porque não estavam trajando o fardamento formal da escola, localizada no conjunto Graciliano Ramos, na Cidade Universitária. Um grupo se concentrou na porta e ameaça protesto.

Alunos foram impedidos de entrar na Escola Geraldo Melo (Foto: Gledson Nascimento/Salve Alagoas)

Segundo a diretora da unidade, Irineide de Araújo, os alunos foram informados que só poderiam entrar se estivessem devidamente fardados. “Está no regulamento da escola, além de ser uma maneira de evitarmos que pessoas estranhas entrem na escola”, afirmou a diretora.

Os alunos alegam que a direção permitiu o uso de camisas confeccionadas para eventos da escola. “Quando arcamos com os custos de fardas para gincanas, jogos ou feira de química, a direção disse que nós poderíamos usar no diariamente na escola. Hoje fomos pegos de surpresa com este impedimento”, disse uma aluna do 3º ano colegial.

De acordo com a diretora, desde o dia 8 de julho os alunos foram informados da entrada exclusiva de estudantes fardados. “Demos um prazo de quase setenta dias para que todos os alunos se regularizassem. Todos possuem a farda tradicional, que é a mesma desde a fundação da escola”, explicou.

Os estudantes disseram que estão perdendo matérias importantes, além de prova e trabalhos disciplinares. “É meu último ano na escola, que já está com as aulas atrasadas. Estão nos prejudicando. Estamos sabendo agora que só poderemos usar estas camisas dia de sexta-feira”, explanou.

Cerca de vinte alunos ainda estão na porta na escola, aguardando conversar com a direção para terem a entrada liberada. Ao todo, 1.930 alunos estudam na unidade.

Outros Problemas 

A Escola Geraldo de Melo dos Santos já viveu outros períodos de conturbados entre alunos, professores e direção. No final do ano passado, a escola registrou um incêndio criminoso, que distruiu parte da estrutura da instituição. Professores e alunos também tiveram maus-momentos.

 

Reprodução Gazetaweb.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *