Comunidade acadêmica da Ufal se mobiliza contra privatização do HU

Panfletagem acontece no Calçadão do Comércio, no Centro de Maceió

 

Jamylle Bezerra e Jobison Barros

09/04/2013

 

Lideranças estudantis, professores, técnicos e alunos da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) estão realizando, na manhã desta terça-feira (9), no Calçadão do Comércio, uma mobilização contra a privatização da saúde em Alagoas, em especial do Hospital Universitário (HU). Um plebiscito será realizado, também nesta manhã, no Centro de Maceió, pelos integrantes do Sindicato dos Trabalhadores da Ufal (Sintufal) para que a população se manifeste a respeito do assunto.

O representante da Central Sindical Popular (CSP – Conlutas), Davi Fonseca, destaca que as discussões referentes à gestão do HU por uma empresas terceirizadas são antigas e criticou a postura do reitor Eurico Lobo por não dialogar com os estudantes. Ele teria se reunido com conselheiros da universidade a portas fechadas e aprovado a decisão de passar a gestão do HU para Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

“A saúde não pode ser tratada como qualquer mercadoria”, destacou Davi Fonseca.
Durante a mobilização desta manhã, os integrantes da comunidade acadêmica da Ufal estão distribuindo panfletos e levando o assunto ao conhecimento da população que passa pelo Centro da capital.

Entre os problemas apontados pela comunidade acadêmica e que serão trazidos pela mudança de gestão no HU estão a precarização dos atendimentos e a prioridade para os usuários de plano de saúde, deixando de lado as pessoas que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Matéria retirada do Portal Gazeta Web.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *