Emendas têm que chegar à LOA até quarta-feira

Se aprovado, sem emendas, o projeto será enviado à sanção do prefeito

Da Redação.

 

A agonia financeira do prefeito Rui Palmeira (PSDB) está com os dias contados, pois o rito de debate da Lei Orçamentária Anual (LOA) para este ano ganhou celeridade. A audiência pública que chamou a sociedade para debater a peça foi realizada ontem.

Não encheu o plenário, mas os representantes presentes pediram, em sua maioria mais infraestrutura para a periferia da capital. A localidade mais brandada foi o Complexo Habitacional Benedito Bentes, seguido dos distritos de Rio Novo e Fernão Velho, tamanha as necessidades de transporte público, reformas ou construção de praças, ciclovias e demais obras que levam cidadania aos moradores.

Além das súplicas, as lideranças reclamavam sobretudo da efetivação das solicitações, pois segundo eles, os pedidos eram feitos em outras legislaturas, outra LOAs e não eram concretizados.

O presidente Chico Filho e o vereador Zé Márcio (PSD), relator especial, explicaram que as preposições não atendidas variam de acordo com suas viabilidades técnicas e financeiras. Zé Márcio chamou ainda a atenção dos vereadores que devem entregar as emendas até às 18h, desta quarta-feira, 3.

O relator terá o prazo para apresentação de parecer sobre as emendas que serão apresentadas pelos vereadores. Após a publicação do parecer, o projeto será incluído na ordem do dia para votação em primeira discussão. Aprovado o projeto com as emendas, volta a Zé Márcio para redigir conforme o vencido, para a segunda discussão. Repete-se a trâmite para o segundo debate.

Se aprovado, sem emendas, o projeto será enviado à sanção do prefeito. Se receber novas emendas, retorna ao relator, para redação final. Aprovada a redação final, o projeto irá à sanção ou veto.

 

Matéria retirada do site Tribuna Independente.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *