Geap, quebrada, vai virar superplano do servidor

O governo decidiu, mediante decreto presidencial, transformar a Fundação de Seguridade Social (Geap), que está sob intervenção da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em um superplano de saúde do funcionalismo. O convênio será firmado exclusivamente pelo Ministério do Planejamento e abrangerá servidores da União, das autarquias e das fundações. A meta é restringir ao máximo o número de operadoras, que hoje proliferam pelo setor público — são 34. Muitas estão em situação quase falimentar e podem deixar mais de 2,7 milhões de pessoas sem atendimento.

Leia a matéria completa no clipping Fenasps desta terça-feira, 15, que também destaca projeto de Marco Feliciano sobre assédio moral e artigo sobre demissão de servidores.

 

Nota da Geap

Em contraposição à matéria publicada no Correio Braziliense desta terça, 15, a Geap publicou nota em seu site afirmando que o jornal está trabalhando com a informação desatualizada, pois o dado sobre o patrimônio negativo de R$ 56,8 milhões refere-se ao ano de 2012.

 

Atualmente, segundo a nota, a Fundação tem um patrimônio positivo de R$ 32,5 milhões, o que indica solidez, estabilidade e segurança financeira. Em virtude disso, a Fundação conseguiu atualizar o pagamento dos prestadores de serviços e ampliar a rede credenciada, por meio da contratação de 746 prestadores de serviços nos últimos seis meses, como informado anteriormente.

 

Reprodução FENASPS.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *