Maceió tem a sexta menor proporção de fumantes entre as capitais

A redução do total de fumantes na capital alagoana em 36% entre os anos de 2006 e 2012 foi a oitava

Da Redação
30 Agosto de 2013

A parcela da população brasileira acima de 18 anos que fuma caiu 20% em todo país, nos últimos seis anos, de acordo com a pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) 2012, do Ministério da Saúde.

Em Maceió, o número de fumantes reduziu 36%, passando de 14% da população em 2006, para 9% em 2012, ou seja, cerca 85 mil pessoas ainda fumam na cidade. Essa é a sexta menor proporção de fumantes entre as capitais, empatando com Palmas (TO), Boa Vista (RR), Vitória (ES) e Fortaleza (CE). Em primeiro lugar, com menos fumantes, vem Salvador (BA), onde 6% da população fumam, seguida de Manaus (AM), São Luís (MA), Belém (PA) e Aracaju (SE), todas com 8%.

A pesquisa revelou, ainda, que os homens continuam fumando mais em Maceió. Em 2006, o índice era de 18%, passando para 11% no ano passado. Já entre as mulheres, esse dado era de 10%, em 2006, reduzindo para 8%, em 2012.

A redução do total de fumantes na capital alagoana em 36% entre os anos de 2006 e 2012 foi a oitava maior do Brasil. Belém conseguiu a maior baixa, de 47%, enquanto Porto Alegre (RS) registrou diminuição de apenas 10%.O levantamento revela ainda que, em Maceió, a frequência de fumantes passivos no domicílio é de 12%, sendo 10% em homens e 13% em mulheres. Além disso, a frequência entre pessoas que fumam 20 ou mais cigarros por dia em Maceió é de 4%, sendo também 4% entre homens e 3%, mulheres.

“A queda comprova que o Ministério da Saúde, em parceria com a sociedade, está no caminho certo ao investir em ações de prevenção e controle e também na oferta de tratamento para os fumantes”, afirma o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

*Com agências

 

Reprodução Tribuna Hoje.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *