Maceió terá novo protesto na tarde desta quinta-feira

Estudantes continuam indo às ruas para reivindicar melhorias no transporte público

 

Jamylle Bezerra

27/06/2013

 

Milhares de estudantes alagoanos prometem voltar às ruas de Maceió, na tarde desta quinta-feira (27), com o objetivo de reivindicar melhorias no transporte público e em outras áreas consideradas essenciais, como Educação, Saúde e Segurança. Após a concentração na Praça Centenário, no bairro do Farol, às 15h, o grupo pretende seguir, em caminhada, em direção ao centro da capital.

Nessa quarta, estudantes voltaram a se concentrar na Praça Centenário (Foto: Bárbara Acioly)

De acordo com uma das representantes da mobilização na capital alagoana, a estudante de Letras da Ufal Laís Cavalcante, a expectativa é de que cerca de duas mil pessoas compareçam ao ato de hoje. Segundo ela, as reivindicações dos manifestantes continuam focadas, principalmente, na questão do possível aumento do valor da passagem de ônibus e que se encontra atualmente na esfera judicial.

“Continuamos lutando contra o aumento da passagem, mesmo com os anúncios feitos pelos governos, dando conta de que não haverá reajuste. A Transpal [Associação dos Transportadores de Alagoas] ainda quer aumentar o preço, enquanto a qualidade do transporte público continua péssima”, destacou Laís.

Nesta quarta-feira (26), um protesto realizado na capital alagoana e que impediu o fluxo de veículos na Avenida Fernandes Lima, a mais movimentada de Maceió, acabou em tumulto após um suposto policial militar tentar furar a barreira formada pelos estudantes. O militar teria sacado uma arma e feito ameaças, o que deixou os manifestantes revoltados.

Caso semelhante aconteceu no último dia 17, durante o segundo protesto realizado em Maceió. Um condutor, na tentativa de furar o bloqueio, efetuou disparos contra os estudantes, deixando um jovem de 16 anos ferido. O acusado foi identificado e responde pelo crime em liberdade.

 

Reprodução Gazeta Web.

 

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *