MP vai apurar responsabilidades por surto de diarreia em Alagoas

Promotores se reúnem hoje e pretendem traçar plano de ação para investigar causas da doença

 

Por: PATRÍCIA BASTOS – REPÓRTER

 

18/07/2013

 

Arapiraca – Os preocupantes números da epidemia de diarreia em Alagoas, onde 73.453 casos já foram registrados este ano, serão alvo de discussão, na tarde de hoje, na sede do Ministério Público Estadual em Arapiraca. Procuradores e promotores do 2º Centro de Apoio Operacional pretendem traçar um plano de ação para investigar as causas e apurar responsabilidades sobre a doença.

“É perceptível que houve, no mínimo, negligência nesse caso, e as culpas têm de ser apuradas. Precisamos saber se houve dolo ou não das instituições responsáveis pelo fornecimento de água aos moradores dos municípios onde a doença se tornou surto”, afirmou o procurador de Justiça Geraldo Magela, coordenador do CAO. Segundo ele, o ponto de partida das investigações será o relatório da Secretaria de Estado da Saúde, que revelou que 25 municípios alagoanos estão passando por epidemia de diarreia e outros 46 estão em estado de alerta.

A partir dessas informações, será traçado um plano, que deve iniciar pela cobrança de explicações aos órgãos responsáveis pelo fornecimento de água naqueles municípios. “Ouviremos a Casal, as prefeituras, o Estado e até mesmo o Exército, responsável pelos carros-pipa”, ressaltou.

Reprodução Gazeta de Alagoas.
Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *