Sem acordo, servidores municipais de Maceió podem decretar GREVE em Assembleia Geral marcada para esta terça (5)

Não houve acordo entre os trabalhadores municipais de Maceió e a prefeitura na reunião realizada nesta segunda-feira (4) na Secretaria de Gestão, com a presença do secretário de Gestão, Reinaldo Braga.

Com a falta de uma perspectiva de acordo, não está descartada uma greve por tempo indeterminado que pode decidida nesta terça-feira (5) em Assembleia Geral de todas as categorias, marcada para o ginásio do Clube Fênix, a partir das 9 horas da manhã.

Presente à reunião, os representantes do SINDPREV-AL apontaram a necessidade urgente de reajuste, cujas perdas salariais dos últimos anos já alcança mais de 15%. Além disso, o SINDPREV-AL denunciou o grande número de contratações de terceirizados como um dos motivos para o aumento dos custos da prefeitura, além de prejudicar o serviço público como um todo.

O presidente do SINDPREV-AL, Célio dos Santos, defendeu a realização de novas reuniões e novas mobilizações das categorias para garantir melhores condições de trabalho e de salários para todos os servidores.

Na semana passada aconteceu uma paralisação de advertência de 48 horas

Além do SINDPREV-AL, participaram da reunião os representantes dos sindicatos dos Agentes Comunitários (Sindacs/AL), dos Trabalhadores da Companhia Municipal de Administração, RH e Patrimônio (Sintcomarhp), dos Assistentes Sociais do Estado de Alagoas (Saseal),  dos Servidores Públicos do Município de Maceió (Sindspref/AL), dos Guardas Municipais de Maceió (Sindguarda/AL), dos Servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Sindsaude) e dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *